Invest

Chance de corte de juro pelo Fed até setembro avança a 70,9%

Monitoramento do CME Group leva em considera~ção a publicação doíndice de preços ao consumidor americano

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 12 de junho de 2024 às 11h32.

O monitoramento do CME Group apontava nesta quarta-feira, 12, pela manhã, um crescimento na possibilidade de corte de juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) ao longo deste ano, com alta também na chance de que o relaxamento comece em setembro. O movimento ocorre após a publicação do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês), com números um pouco abaixo do previsto por analistas.

Há pouco, a chance de um corte de juros até setembro estava em 70,9%, quando pouco antes do CPI era de 54,4%. No detalhamento dessa data agora, havia 29,1% de chance de manutenção dos juros até setembro, 61,3% de uma redução de 50 pontos-base e 9,6% de um corte de 50 pb.

Até a reunião 7 de novembro, a possibilidade de manutenção recuava a 18,3%, com chance de 81,7% de relaxamento. O detalhamento entre as faixas, neste caso, mostrava 18,3% de possibilidade de manutenção; 48,1% de corte de 25 pb; 29,8% de redução de 50 pb; 3,8% de um corte de 75 pb.

Para dezembro, o cenário visto agora como mais provável (43,7%) é de um corte de 50 pontos-base nos juros pelo Fed, seguido (25 4%) por uma redução de 25 pb; e por uma redução de 75 pb (23 6%). Até o fim deste ano, a chance de manutenção dos juros caía a 4,4%, de 11,1% ontem, e havia ainda 2,9% de possibilidade de um corte de 100 pb.

Acompanhe tudo sobre:Fed – Federal Reserve SystemCPIEstados Unidos (EUA)

Mais de Invest

Quanto rende R$ 1 milhão a 100% do CDI por dia?

Ibovespa abre em queda com investidores repercutindo atentado contra Trump

Suspensão de dividendos e troca de CEO: ações da Burberry despencam mais de 15%

Atentado contra Trump, cessar-fogo em Gaza, balanços e PIB da China: o que move o mercado

Mais na Exame