Executivo da maior gestora do mundo diz que tem bitcoin e prevê nova alta

Rick Rieder, CIO da BlackRock, gestora com US$ 9,5 trilhões em ativos, voltou a falar sobre bitcoin, confirmou que investe na criptomoeda e prevê alta de preços

Rick Rieder, CIO da BlackRock, a maior gestora de ativos do mundo, com incríveis 9,5 trilhões de dólares sob sua gestão, afirmou em entrevista, na quinta-feira, 9, que o preço do bitcoin pode subir "significativamente" no futuro. Ele também afirmou que possui alguma quantidade da criptomoeda entre seus investimentos pessoais.

"Parte da explicação do porquê eu tenho uma pequena fração de bitcoin é porque eu acho que existem mais pessoas que vão entrar nessa disputa ao longo do tempo", afirmou o executivo à CNBC. "Gosto de ativos voláteis que tenham convexidade de alta. Eu vejo o bitcoin, como já aconteceu, subir significativamente".

Rieder também afirmou que, como uma ferramenta especulativa, existe valor em manter alguma exposição ao bitcoin. Não foi a primeira vez que ele falou positivamente sobre a criptomeoda. Em maio, já havia dito que o "bitcoin é um ativo interessante" e que a criptomoeda "ainda não atingiu sua maturidade". À época, afirmou também que acha que o ativo digital "fará parte da arena de investimentos pelo próximos anos" mas que encerga uma série de desafios para essa classe de ativos.

A BlackRock também já demonstrou interesse pelo setor de criptoativos algumas vezes. Na mais recente, em documento enviado à SEC no final de junho, a companhia relatou a compra de participações significativas em empresas de mineração de bitcoin. Em agosto, foi divulgada a informação de que a BlackRock havia alocado 382 milhões de dólares (2 bilhões de reais) nas gigantes da mineração Marathon Digital e Riot Blockchain.

Em janeiro, a BlackRock também informou à SEC o interesse em incluir derivativos de bitcoin em alguns de seus fundos e também em comprar cotas do Grayscale Bitcoin Trust, o maior fundo de bitcoin do mundo, gerido pela Grayscale e focado em investidores institucionais.

Apesar do otimistmo de Rick Rieder em relação à criptomoeda, o bitcoin opera em baixa nesta sexta-feira, negociado a 45.300 dólares, com 3,5% de queda nas últimas 24 horas. Na semana, são quase 11% de perdas, depois de recuperar parte da queda da última terça-feira, 7, quando o preço do bitcoin cheguo a recuar 18%.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também