Future of Money

CEO da Dell compartilha meme sobre bitcoin e gera especulação sobre investimento

Publicações de Michael Dell no X, antigo Twitter, têm chamado a atenção da comunidade de investidores em criptomoedas

Michael Dell é o CEO e fundador da gigante de tecnologia Dell (Kike Rincon/Getty Images)

Michael Dell é o CEO e fundador da gigante de tecnologia Dell (Kike Rincon/Getty Images)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 24 de junho de 2024 às 15h20.

O bilionário Michael Dell, CEO e fundador da gigante de tecnologia Dell, pegou o mercado de surpresa na última semana após compartilhar publicações favoráveis ao bitcoin. O comportamento do executivo, que até então não havia compartilhado uma visão positiva sobre a criptomoeda, gerou especulações sobre um possível investimento no ativo.

O caso começou na última quinta-feira, 20, quando Dell publicou no X, antigo Twitter, a frase "a escassez gera valor". A expressão, comum no mercado financeiro, é hoje em dia associada principalmente ao bitcoin e seus defensores, que argumentam que o valor do ativo estaria exatamente na sua escassez.

O motivo é que a criptomoeda possui uma quantidade limite que poderá existir no mercado, e a maior parte já foi liberada para os investidores. Por essa lógica, caso a demanda pelo ativo continue a crescer, a tendência é que ele tenha uma grande valorização de preço.

Apesar de não fazer referência explícita ao bitcoin, a publicação de Dell atraiu diversos entusiastas do ativo, incluindo Michael Saylor, ex-CEO e fundador da MicroStrategy, maior detentora institucional da criptomoeda. Em resposta, Saylor disse que "o bitcoin é a escassez digital".

Dell, então, compartilhou a resposta de Saylor. Pouco depois, ele também publicou em sua conta uma montagem em referência à página CookieMonster, que é conhecida por compartilhar memes ligados ao bitcoin e outras criptomoedas. "Essa é uma ótima conta, sigam", disse o executivo.

Além disso, na última sexta-feira, 21, Michael Dell publicou uma enquete para seus seguidores questionando qual seria a "próxima grande novidade" no mundo da tecnologia, incluindo o blockchain entre as opções.

  • Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.  

Apesar das especulações, Dell - que possui uma fortuna na casa dos US$ 110 bilhões - não compartilhou nenhuma posição oficial sobre o bitcoin e outras criptomoedas. A empresa também não possui nenhum investimento no ativo, segundo seu balanço trimestral mais recente.

Ao mesmo tempo, entusiastas das criptomoedas especulam que Dell pode estar planejando investir no ativo, ou até já tenha investido, conforme a adoção institucional do bitcoin mantém uma trajetória ascendente no mercado.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:DellBitcoinCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

Stablecoins representam o maior volume de lavagem de dinheiro com criptoativos, aponta pesquisa

NFTs de Donald Trump disparam após ex-presidente sobreviver a ataque nos EUA

CEO da BlackRock reconhece erro sobre bitcoin e vê ativo como "ouro digital"

"Fator Trump" cria volatilidade, mas pode fazer bitcoin disparar, diz gestora

Mais na Exame