ESG
Acompanhe:

Renner anuncia que 100% de suas peças jeans já têm algum atributo de sustentabilidade

A quinta coleção "Re Jeans" é uma parceria sustentável focada em upcycling, produzida com a designer uruguaia Agustina Comas

Agustina Comas é estilista e uma referência nesse tipo de produção de jeans (Renner/Divulgação)

Agustina Comas é estilista e uma referência nesse tipo de produção de jeans (Renner/Divulgação)

Luiza Vilela
Luiza Vilela

14 de outubro de 2022, 14h25

Já reconhecida pelas metas de sustentabilidade e oferta de produtos feitos com foco no meio ambiente, a Renner tinha um objetivo ambicioso: transformar todas as suas roupas jeans sustentáveis. E ela conseguiu: hoje, 100% das peças desse estilo têm algum atributo de sustentabilidade — seja um algodão certificado, seja um processo com consumo reduzido de água, seja um fio reciclado.

Essa novidade veio na quinta coleção Re Jeans, a primeira feita exclusivamente com a técnica de upcycling — quando há um reaproveitamento de peças em desuso e amostra de tecidos. E, junto dela, uma participação especial: a coleção é uma parceria inédita no varejo de moda brasileira com a designer uruguaia Agustina Comas, uma referência nesse tipo de produção de jeans.

“Trabalhamos de forma colaborativa com diferentes parceiros da cadeia produtiva, buscando técnicas, ferramentas e soluções transformadoras, que nos permitam seguir ampliando o mix de produtos mais sustentáveis e proporcionando opções de consumo consciente", explica Fernanda Feijó, diretora de Estilo da Lojas Renner. "Contar com a expertise da Agustina foi muito importante, trazendo para nossos times e nossos fornecedores aprendizados e inspirações para introduzir o upcycling em nossos processos, aliando a sustentabilidade às tendências de moda”, completa.

Receba gratuitamente a newsletter da EXAME sobre ESG. Inscreva-se aqui

Já disponível nas gôndolas da Lojas Renner e no e-commerce

(Renner/Divulgação)

A coleção foi lançada na última segunda-feira, 10, e conta com 17 modelos de peças femininas: short, calça, jaqueta, minissaia, saia, vestido e corset.

Os preços variam a partir de R$ 139,90 e serão comercializados tanto no e-commerce quanto nas lojas circulares da Renner, localizadas nos shoppings Rio Sul e ParkJacarepaguá, ambas no Rio de Janeiro. Os dois pontos de venda são sustentáveis e apostam no conceito de circularidade das peças.

A Renner tem investido em várias frentes sustentáveis em suas novas coleções e lojas físicas. Entre as estratégias, estão a reutilização e descarte adequado de material ao final de sua vida útil, a manutenção de espaços verdes com plantas e elementos naturais, o uso de fontes renováveis e a redução no uso de energia, além do menor consumo de água, de geração de resíduos e de emissões de CO2.

Reproveitamento de peças em casa

(Renner/Divulgação)

Para a divulgação da nova coleção, a marca também incluiu a estilista Agustina Comas na comunicação para falar sobre a experiência em moda sustentável e as técnicas utilizadas nos produtos confeccionados.

Além de contar os bastidores na criação da coleção Re Jeans, a estilista também fará algumas ações para que os consumidores reaproveitem e ressignifiquem as roupas paradas no guarda-roupas.

“Esta é a minha primeira collab com uma grande varejista e teve a participação de times entusiasmados e engajados com o projeto. Não se trata de uma proposta baseada meramente em uma oportunidade de mercado, mas sim em um longo processo de amadurecimento e pesquisa para agregar uma nova forma de produção circular ao longo da cadeia de fornecimento da Lojas Renner”, explica Agustina Comas.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.

LEIA TAMBÉM:

ESG no RH: ABRH debate como inserir tema na agenda de gestão de pessoas

Contra o racismo, grandes empresas treinam líderes com letramento racial