• AALR3 R$ 20,07 -0.64
  • AAPL34 R$ 68,92 3.20
  • ABCB4 R$ 16,74 0.30
  • ABEV3 R$ 14,10 0.57
  • AERI3 R$ 3,85 5.77
  • AESB3 R$ 10,95 2.34
  • AGRO3 R$ 30,96 0.72
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,47 2.42
  • ALUP11 R$ 27,24 1.64
  • AMAR3 R$ 2,48 2.90
  • AMBP3 R$ 31,15 3.66
  • AMER3 R$ 24,11 2.73
  • AMZO34 R$ 66,30 -0.51
  • ANIM3 R$ 5,55 1.83
  • ARZZ3 R$ 79,40 -2.41
  • ASAI3 R$ 16,00 0.25
  • AZUL4 R$ 21,94 3.98
  • B3SA3 R$ 12,15 0.91
  • BBAS3 R$ 38,56 4.22
  • AALR3 R$ 20,07 -0.64
  • AAPL34 R$ 68,92 3.20
  • ABCB4 R$ 16,74 0.30
  • ABEV3 R$ 14,10 0.57
  • AERI3 R$ 3,85 5.77
  • AESB3 R$ 10,95 2.34
  • AGRO3 R$ 30,96 0.72
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,47 2.42
  • ALUP11 R$ 27,24 1.64
  • AMAR3 R$ 2,48 2.90
  • AMBP3 R$ 31,15 3.66
  • AMER3 R$ 24,11 2.73
  • AMZO34 R$ 66,30 -0.51
  • ANIM3 R$ 5,55 1.83
  • ARZZ3 R$ 79,40 -2.41
  • ASAI3 R$ 16,00 0.25
  • AZUL4 R$ 21,94 3.98
  • B3SA3 R$ 12,15 0.91
  • BBAS3 R$ 38,56 4.22
Abra sua conta no BTG

Programa busca startups contra mudanças climáticas para conferência da ONU

O CiviTech Alliance vai selecionar até 20 empresas para aceleração e apresentação durante a Cúpula do Clima de 2021
Mudanças climáticas: programa busca até 20 startups para aceleração e apresentação na ONU (Reuters/Leonhard Foeger)
Mudanças climáticas: programa busca até 20 startups para aceleração e apresentação na ONU (Reuters/Leonhard Foeger)
Por Maria Clara DiasPublicado em 22/07/2021 12:53 | Última atualização em 22/07/2021 14:34Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Na novela do combate às mudanças climáticas, as startups têm papel fundamental. Para além dos países e grandes companhias como protagonistas na tomada de decisões que impactam o clima, as pequenas empresas de base tecnológica também atuam, nos bastidores, para mitigar impactos severos do aquecimento global. É em busca dessas startups que está o CivTech Alliance COP26 Global Scale-Up Programme, iniciativa que vai selecionar 20 empresas para a Conferência do Clima da ONU que acontece em Glasgow, Escócia.

A iniciativa está sendo organizada por 11 entidades públicas e privadas de dez países, entre elas a InvestSP, agência de promoção de investimentos do estado de São Paulo, o IdeiaGov, hub de inovação aberta do governo do estado de São Paulo e o BrazilLAB, primeiro hub govtech do Brasil dedicado a fomentar a cultura da inovação no setor público.

O objetivo do programa é selecionar scale-ups —  startups de crescimento acelerado e em fase de escala — da América do Sul e do Norte, Europa e Austrália, que tenham soluções para resolver três grandes desafios da agenda climática:

  • resiliência ambiental
  • desperdício de alimentos
  • redução das emissões e descarbonização na rede de transportes

Depois de uma seleção regional, as scale-ups escolhidas passarão por uma aceleração global que vai incluir todos os países envolvidos no desafio e seus governos e investidores. As selecionadas também terão a oportunidade de se apresentar na COP26, Conferência Climática da Organização das Nações Unidas, que acontece em novembro deste ano. As inscrições podem ser feitas até o dia 25 de julho, pelo site.

Para Guilherme Dominguez, CEO do BrazilLAB, um dos organizadores do CiviTech, o programa representa uma oportunidade única para as startups brasileiras. “O BrazilLAB sempre teve uma visão internacional, com o objetivo de conectar o Brasil aos principais ecossistemas do mundo. E esse programa é fruto de uma rede que está muito alinhada a esse propósito”, diz.

Quer saber como as mudanças climáticas afetam o dia a dia dos negócios? Assine a EXAME.