Resort na Tailândia lança cardápio à base de cannabis

No menu do Restaurante e Bar The Service 1921, do resort Anantara Chiang Mai, estão pratos e bebidas com a planta em sua forma crua
 (Anantara Chiang Mai/Divulgação)
(Anantara Chiang Mai/Divulgação)
J
Julia StorchPublicado em 08/09/2021 às 11:56.

Há dois anos a Tailândia se tornou o primeiro país do Sudeste Asiático a autorizar o uso medicinal da cannabis. Ainda que as flores e sementes da planta ainda permaneçam proibidas, outras partes da planta, como as folhas, foram liberadas. Agora, a planta está ganhando espaço na alta gastronomia devido aos seus benefícios nutricionais.

Um dos locais que vem utilizando a planta, é o resort Anantara Chiang Mai, um dos hotéis mais luxuosos do país. 

No menu do Restaurante e Bar The Service 1921 estão pratos como o robalo frito com folhas de cannabis crocantes e molho de tamarindo com infusão de cannabis; camarões grelhados apimentados com ervas tradicionais tailandesas e cannabis; costeleta de porco refogada com cogumelo shitake e sopa de cannabis; stir fry de carne com cannabis e molho apimentado de cannabis com limão.

Quando as folhas são consumidas cruas, os canabinóides da planta se apresentam em sua forma ácida em vez de sua forma ativa, o que significa que os hóspedes não sentirão nenhum efeito ao consumir as folhas da maconha.

O novo menu também inclui bebidas à base de cannabis, como a H.I.D. (Hemp in Distiller) com folhas frescas de cannabis, chá de jasmim, folhas de pandan (planta tropical herbácea do Sudeste Asiático), laranja seca e chá de camomila.

Já o Genmaicha Hazelnut Latte inclui chá de genmaicha, leite, xarope de avelã, pó de cannabis, folha de cannabis e biscoitos de chocolate e a Cannabis Fizzy, que inclui néctar de maçã, suco de abacaxi e limão, xarope de cannabis e decorada com folha de cannabis.

O Genmaicha Hazelnut Latte. (Anantara Chiang Mai Resort/Divulgação)

Inaugurado em 1921 como o Consulado Britânico, o The Service 1921 Restaurante e Bar era a antiga residência da família do cônsul britânico e incluía um tribunal, escritórios e até estábulos para elefantes.

O espaço, que hoje faz parte do Anantara Chiang Mai, recebia um fluxo constante de visitantes com bebidas e refeições servidas na sala de jantar do Consulado.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importantes em tempo real.