Rapper Cee Lo Green é condenado por fornecer ecstasy

O rapper e produtor americano foi condenado a três anos de liberdade condicional por fornecer ecstasy a uma mulher em 2012

	Rapper e produtor americano Cee Lo Green em Hollywood: Green já ganhou 5 Grammys
 (Frederic J. Brown/AFP)
Rapper e produtor americano Cee Lo Green em Hollywood: Green já ganhou 5 Grammys (Frederic J. Brown/AFP)
D
Da RedaçãoPublicado em 01/09/2014 às 12:45.

Los Angeles - O rapper e produtor americano Cee Lo Green, ganhador de cinco Grammys, foi condenado nesta sexta-feira em Los Angeles a três anos de liberdade condicional por fornecer ecstasy a uma mulher em 2012.

Conhecido por suas colaborações com Bruno Mars e The Black Eyed Peas, o músico não contestou o crime do qual foi acusado, mas insistiu em sua inocência - informou um de seus advogados, Blair Berk, durante a audiência.

Além dos três anos de liberdade condicional, o juiz da Suprema Corte de Los Angeles, Mark Young, sentenciou Green a prestar 360 horas de serviços comunitários; a comparecer a 52 sessões dos Alcoólicos Anônimos, ou do Narcóticos Anônimos; e a se registrar como criminoso de substâncias controladas.

Durante o processo, a acusação garantiu que o rapper deu ecstasy a uma mulher, com quem ele jantou em um restaurante no centro de Los Angeles, na noite de 13 de julho de 2012.

O réu deve comparecer novamente à Justiça em 2 de março do ano que vem.

Lo Green tem cinco Grammys pelo álbum "St. Elsewhere" (2007) e pelas canções "Crazy" (2007), "Forget You" (2011) e "Fool for You" (2012, duas estatuetas).