Casual
Acompanhe:

Raf Simons é nomeado diretor artístico da Dior

O estilista será responsável pelas "coleções de alta costura, de Prêt-à-porter e de acessórios femininos"

Raf Simons (foto) substitui John Galliano na Dior (©AFP/Arquivo / Alexander Klein)

Raf Simons (foto) substitui John Galliano na Dior (©AFP/Arquivo / Alexander Klein)

D
Da Redação

9 de abril de 2012, 15h30

Paris - O estilista belga Raf Simons, de 44 anos, foi nomeado nesta segunda-feira novo diretor artístico da Dior, onde substitui o britânico John Galliano, demitido há mais de um ano, anunciou a maison.

Raf Simons, que terá a sua primeira coleção "Christian Dior Haute Couture" apresentada em Paris em julho de 2012, será responsável pelas "coleções de alta costura, de Prêt-à-porter e de acessórios femininos", indica a Dior em um comunicado.

O suspense em torno do sucessor de John Galliano durava mais de um ano.

O extravagante criador britânico foi demitido pela maison em março de 2011 após queixas por insultos antissemitas.

A justiça francesa condenou John Galliano em setembro passado a 6.000 euros de multa com sursis, uma punição "moderada", já que o tribunal levou em consideração a evolução do estilista, que decidiu se submeter a tratamentos de seus diversos vícios e fez um pedido de desculpas às vítimas.

Ao anunciar a nomeação de Raf Simons para suceder Galliano, a maison Dior se disse "entusiasmada" em receber "um dos maiores talentos da atualidade, para manter a obra de seu fundador".

"Ele vai inspirar e impulsionar no século XXI o estilo que o senhor Dior lançou na abertura de sua casa e que mudou, desde a sua primeira coleção, os padrões de elegância mundial", indicou.