Montblanc apresenta primeiro turbilhão voltado para mulheres

Três versões da peça foram equipadas com um movimento semelhante, com ponteiros em formato de folha e algarismos arábicos
Montblanc Bohème ExoTourbillon Slim Jewellery: três versões da peça foram equipadas com um movimento semelhante, com ponteiros em formato de folha e algarismos arábicos (Divulgação)
Montblanc Bohème ExoTourbillon Slim Jewellery: três versões da peça foram equipadas com um movimento semelhante, com ponteiros em formato de folha e algarismos arábicos (Divulgação)
R
Raphael CallesPublicado em 19/09/2016 às 16:21.

Um evento na última semana, em Pequim, na China, marcou o lançamento de novas peças da linha Bohéme, da Montblanc. A coleção, que já incluiu complicações como calendário perpétuo ao universo feminino, agora conta também com um turbilhão: algo jamais visto antes nas peças femininas da maison.

Não bastasse uma peça, mas sim três versões equipadas com um movimento semelhante foram apresentadas. Todas elas apresentam os códigos da coleção, como ponteiros em formato de folha, algarismos arábicos com temática floral (com exceção do modelo de aniversário), escala de minutos com pontos sobressalentes banhados em ouro rosa e mesmo detalhes da caixa, como encaixes levemente arredondados para melhor conforto e a preciosidade de biséis com diamantes.

(Divulgação)

Todas as peças contam com uma caixa elaborada em ouro rosa com 38 mm de diâmetro embelezada com 58 diamantes de qualidade top wesselton, que preenchem o bisel e também os quatro encaixes. 

Elas abrigam o mesmo movimento MB M29.24 de corda automática gerada por um microrrotor, que permite uma espessura de apenas 4,5 mm no movimento e 9,37 mm na caixa, além de oferecer 48 horas de reserva de energia.

As peças realizam a indicação de horas e minutos centrais e a posição das 6 horas é reservada para o exotourbillon – turbilhão desenvolvido pela Montblanc que elimina o peso da gaiola do mecanismo e aumenta a precisão da marcação do tempo – que faz o papel de marcação dos segundos.

A primeira versão, Montblanc Bohème ExoTourbillon Slim, possui um mostrador em branco prateado e porção central com decoração em guilloché e vem finalizado por uma pulseira de couro preto.

(Divulgação)

A segunda versão, Montblanc Bohème ExoTourbillon Slim Jewellery, conta com um novo sistema de troca de pulseiras que permite a aplicação da versatilidade e personalidade da mulher de maneira simples, sem o uso de nenhuma ferramenta adicional.

Além disso, como seu nome sugere, seu mostrador é embelezado por nada menos que 144 diamantes, que substituem a decoração em guilloché do modelo de entrada.

Ela vem com uma pulseira de couro de crocodilo preto, que pode ser substituída por pulseiras de couro de bezerro em cinco cores diferentes.

(Divulgação)

Finalmente, a mais especial de todas, Montblanc Bohème ExoTourbillon Slim 110 Years Anniversary, é uma edição limitada a apenas 10 unidades, que celebram os 110 anos da companhia.

Além das características já citadas acima, o modelo resgata o tema de design da primeira linha de canetas-tinteiro da companhia: Rouge et Noir, que apresentava uma serpente como clipe.

No mostrador, o animal é apresentado em laca azul com diamantes e rubis em seus olhos, sobre um fundo em madrepérola com filigranas em ouro rosa.

O trabalho de cada uma das peças ocupa mais de um mês de um artesão. A finalização desta peça é dada por uma pulseira em couro de crocodilo azul.

(Divulgação)

Os modelos ainda não têm previsão de chegada ao Brasil e o valor comercial de cada peça ainda não foi definindo. A Montblanc possui diversas lojas no País.