Casual
Acompanhe:

Luís Fabiano supera lesão para voltar a brilhar

Desacreditado após série de lesões, artilheiro brilha na vitória tricolor sobre o Corinthians


	Luís Fabiano superou a desconfiança da torcida e marcou dois gols no clássico contra o Corinthians, levando o time a vitória
 (Renato Pizzutto/Placar)

Luís Fabiano superou a desconfiança da torcida e marcou dois gols no clássico contra o Corinthians, levando o time a vitória (Renato Pizzutto/Placar)

D
Da Redação

Publicado em 28 de agosto de 2012, 11h47.

São Paulo - Luís Fabiano não é o único jogador a marcar duas vezes em um clássico neste final de semana. Thiago Neves marcou dois na vitória do Fluminense sobre os vascaínos no Engenhão e Neymar, sempre ele, foi o autor dos tentos do Santos sobre o Palmeiras, no Pacaembu, no sábado (27).

O artilheiro tricolor era, no entanto, o único com algum tipo de desconfiança pesando contra seu trabalho. Uma mínima parcela dos torcedores uniformizados do time do Morumbi chegou xingá-lo de “pipoqueiro” na partida contra o Vasco, pouco mais de um mês atrás. Tremenda bobagem, como comprova sua atuação destacada na vitória, de virada, sobre o Corinthians, na tarde de ontem.

Os insatisfeitos torcedores reclamavam injustificadamente que Luís Fabiano sempre arrumava um jeito de escapar dos clássicos regionais. Também não chega a ser verdade. Dos sete que o São Paulo jogou neste ano, o Fabuloso disputou três. O resultado? Gols, claro. Palmeiras (empate em 1 a 1 no Brasileirão), Santos (vitória por 3 a 2 no Paulistão) e Corinthians (vitória por 2 a 1 no Brasileirão) foram vazados pelo atacante. Os números estão aí para os insatisfeitos e os rivais se curvarem.

Com o desempenho muito atrapalhado pelas seguidas lesões, não dá para desconsiderar a importância do atleta para o jovem elenco são-paulino. Já são 23 gols anotados até aqui na temporada, marca superior ao palmeirense Barcos, recém convocado para a Seleção Argentina.

Com a confiança que só uma vitória contra um inimigo medular como o Corinthians pode instigar, o centroavante do São Paulo saiu do gramado falando em voltar a defender a camisa brasileira. “A seleção ainda é um sonho meio distante, venho buscando uma sequência de jogos. Se conseguir, vou cavando, passo a passo, um lugarzinho”. Que Alexandre Pato e Leandro Damião se preparem.