Arrependido por chamar Adele de gorda, Karl Lagerfeld dá bolsas para a cantora

Após chamar cantora de gorda e pedir desculpas, Lagerfeld deu sua última cartada: uma coleção de bolsas nada baratas

São Paulo – Quase dois meses depois de ter chamado a cantora Adele de gorda, em uma entrevista, o estilista Karl Lagerfeld, da Chanel, resolveu colocar uma pedra no assunto e mostrar de uma vez por todas que não quis ofendê-la. Segundo o jornal The Sun, ele presenteou a artista com uma coleção de bolsas da Chanel.

Uma fonte não revelada pelo jornal afirmou que ele mencionou o plano de tentar fazer as pazes quando gravava um vídeo para o novo canal da Chanel no YouTube. A decisão de enviar a ela o que havia de melhor da marca foi tomada depois que Lagerfeld ouviu falar que Adele coleciona bolsas.

A fonte ainda diz que Karl mencionou a intenção de trabalhar com ela no futuro, possivelmente na campanha das bolsas Chanel Mademoiselle, após o fim do contrato com a atriz Blake Lively. Não foi informado o número de bolsas enviadas, mas aparentemente o valor do presente não deve ser nada baixo, já que, dependendo do modelo, cada uma pode custar até 7.000 reais.

Todo esse esforço é para tentar reparar o estrago que um comentário que o estilista fez em fevereiro deste ano. Na ocasião, o jornal Metro New York publicou uma declaração que afirmava que a cantora tem um rosto lindo e uma voz divina, mas está um pouco gorda demais.

Ao perceber a saia justa, ele tentou voltar atrás e pediu desculpas dizendo que a frase havia sido retirada do contexto e que era um grande fã da cantora. Mesmo assim, ela não deixou por menos e, em entrevista à revista People, rebateu que nunca quis ser como as modelos que estampam as capas de revistas e que representa a maioria das mulheres – e se orgulha disso.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também