Casual
Acompanhe:

Aprenda a fazer um bom churrasco no apartamento 

Escolher a churrasqueira certa e saber alguns truques na hora de assar a carne podem garantir uma experiência completa em torno da brasa

 (Getty Images/Getty Images)

(Getty Images/Getty Images)

C
Churrasqueadas

17 de janeiro de 2023, 06h30

Prática ancestral e tradição adotada pelos brasileiros há séculos, dos Pampas ao sertão, da costa ao cerrado, o churrasco transpõe a gastronomia como símbolo de confraternização e celebração. Evento que, no imaginário, comumente acompanha cenários que remetem a um estilo de vida pacato, ao campo, com vistas de horizonte livre.

Mas especialmente nos últimos anos os centros urbanos não só agregaram com sucesso o sabor e o ambiente do churrasco, com uma crescente de espaços dedicados, como despertaram (ou devolveram) o desejo de trazer a reunião festiva para dentro do lar, seja para um churrasco tradicional de fim de semana ou para um almoço na brasa.

Mas como fazer um bom churrasco em um espaço às vezes pequeno, dentro de um apartamento? Reunimos algumas dicas e truques para melhorar sua experiência de reunião em torno da brasa.

A churrasqueira 

Para trazer o churrasco para o apartamento ou áreas residenciais reduzidas merecem consideração fundamental a produção de fumaça e os sabores desejados, fatores condicionados à verdadeira estrela do churrasco: a churrasqueira.

Parece óbvio, mas qualquer bom churrasco começa pela churrasqueira. E é justamente aí que muito churrasco se perde. No caso do churrasco de apartamento, o ambiente e toda a experiência também podem sofrer as consequências da escolha errada.

Tanto a churrasqueira adequada quanto o manuseio irão ditar o sabor e memória do evento. Veja os modelos que podem ser levados para dentro de casa, indicações de uso e peculiaridades.

O homem que trocou o mercado financeiro pela grelha

Revolução do churrasco: como transformar acém em picanha

Churrasqueira elétrica 

Campeã de praticidade

Basta ligar na tomada, pré-aquecendo por 5 minutos.

Fácil transporte.

Fácil limpeza. A dica é limpar a grelha usando sabão neutro enquanto ainda quente, para melhor remover os resíduos. *A dica aplica-se aos demais tipos de churrasqueira.

Mas atenção:

Indicada para o preparo de cortes menores, como bifes de até três dedos de espessura.

Limita a quantidade de carne assada simultaneamente. Por mais potente que seja, não atinge a temperatura do carvão.

Perde-se o sabor do defumado (efeito do carvão). A alternativa é defumar a carne a seco. Acenda um pedaço de madeira frutífera, como macieira, e abafe junto à carne crua em um recipiente de 5 a 10 minutos, para um leve sabor da fumaça.

Modelos em que a resistência fica embaixo da grelha podem gerar fumaça ao assar carnes mais gordurosas.

Na hora de comprar:

Desconsidere os modelos demasiados pequenos e considere a potência do calor. Quanto maior a potência, mais calor, importante para selar a carne.

Opte por modelos com controle de temperatura. Como a churrasqueira elétrica não tem andares, ou seja, distância entre a fonte de calor e a grelha, a possibilidade de ajuste é útil para o preparo de carnes que levam mais tempo em temperatura branda para assar.

 

Churrasqueira a gás

Variedade

Gera mais calor que a churrasqueira elétrica.

Possui tamanhos maiores.

A maioria tem uma tampa, tornando também um forno.

A maioria possui controle de temperatura, possibilitando o preparo de desde bifes até peças inteiras como costela, cupim e outros.

Mas atenção:

Modelos com a fonte de calor embaixo da grelha são mais difíceis de se limpar.

Perde-se o sabor do defumado.

Na hora de comprar:

Os modelos com fonte de calor nas laterais geram pouquíssima fumaça, pois a gordura não cai sobre a fonte de calor, e sim em um recipiente com água.

Há opções para embutir ou portáteis.

 

Churrasqueira a carvão 

Churrasco completo

A vantagem é o tamanho, aumentando a fonte de calor.

Confere sabor defumado às carnes.

É tradição.

Mas atenção:

Manuseio e manchas do carvão.

Produção de fuligem e a fumaça. Dicas para diminuir a fuligem são tipos especiais de carvão, chamados de briquetes (pó de carvão prensado), cortes com menos gordura, e a utilização de uma coifa de exaustão. Outra dica é guardar as cinzas do churrasco anterior, que além de diminuir drasticamente a temperatura da churrasqueira abafa o fogo sem a necessidade de jogar água.

 

Churrasqueira ecológica

Variedade

Assa a carne por completo, pois gera calor nas laterais.

Não gera fumaça, pois a gordura não cai sobre a brasa.

Mas atenção:

A desvantagem é usar o carvão como fonte de calor, mas não como agregador de sabor, que é a fumaça.

*José Almiro, churrasqueiro profissional e apresentador do canal Churrasqueadas, maior perfil de receitas de churrasco das redes sociais.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos pra você aproveitar seu tempo livre com qualidade.