Casual

Revolução do Churrasco: transformando acém em picanha

O chef argentino Chico Mancuso escolheu a raquete e o acém bovino como os dois substitutos mais econômicos da picanha: veja como preparar

Revolução do Churrasco: quadro semanal da EXAME está de volta toda quinta-feira, 19 horas.  (Foto/Exame)

Revolução do Churrasco: quadro semanal da EXAME está de volta toda quinta-feira, 19 horas. (Foto/Exame)

MD

Matheus Doliveira

Publicado em 10 de fevereiro de 2022 às 19h01.

Última atualização em 10 de março de 2022 às 15h17.

O quadro semanal Revolução do Churrasco está de volta em 2022. Na estreia da nova temporada da série mais saborosa da EXAME, o repórter Daniel Salles visita o Rincon Escondido, casa especializada em Parrilla que fica na Vila Madalena, em São Paulo.

Nesse primeiro episódio da série semanal que sairá todas as quintas-feiras, às 19 horas, o mestre parrillero do Rincon Escondido, Chico Mancuso, ensina como preparar alternativas mais baratas para substituir o maior clássico dos churrascos brasileiros: a picanha, corte que nunca esteve tão caro nos açougues de todo o país. "Nós somos um local de experiências gastronômicas. Tanto a Parrilla quanto o churrasco brasileiro são feitos com brasa, os cortes também são os mesmos. A velocidade com que preparamos as carnes é a diferença: na Argentina e no Uruguai se faz uma cocção muito mais lenta", diz Mancuso.

O chef Mancuso escolheu a raquete e o acém bovino como os dois substitutos mais econômicos da picanha. "É possível fazer um churrasco supersuculento e macio com esses cortes, e mais em conta do que a picanha", diz.

No vídeo, Mancuso prepara os cortes em bifes, temperados com flor de sal. Para acompanhar, legumes na brasa. Assista:

yt thumbnail

 

Acompanhe tudo sobre:Carnes e derivadosChurrascoGastronomiaReceitas culináriasRevolução do Churrasco

Mais de Casual

Do campo à xícara: saiba o caminho que o café percorre até chegar a sua mesa

Com sustentabilidade e legado, sempre teremos Paris

3,5 mil quartos e R$ 100 milhões em reformas: os planos da Meliá para o Brasil

Senna e filme sobre Fórmula 1: como o esporte tem se tornado tendência nos streamings e cinemas

Mais na Exame