Para driblar repercussão de festa de Réveillon, Neymar ressurge em SC

Com cinco dias, festança associada ao craque em Mangaratiba, no litoral fluminense, teria a participação de nomes como Léo Santana e Wesley Safadão

Segundo o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, o craque promove uma festança de fim de ano em Mangaratiba, no litoral do Rio de Janeiro, desde o último sábado (26) para dezenas e dezenas de convidados – só termina na próxima sexta, no primeiro dia de 2021. Noticiou-se que, inicialmente, a estrela do PSG esperava nada menos que 500 pessoas. Em seguida, porém, diante da repercussão negativa que o evento gerou, a agência responsável pela produção dele, a Fábrica, informou que serão apenas 150 pessoas, sem citar o jogador.

A pandemia mexeu com a saúde mental dos brasileiros, mas é possível dar a volta por cima. Descubra como

Para se distanciar do evento, o craque ressurgiu ontem em Santa Catarina, a quilômetros de Magaratiba, de onde pode facilmente ter saído de iate ou avião particular. Na companhia de "parças" como Gil Cebola deixou ser fotografado, inclusive para o próprio Instagram, na Praia da Caixa d'aço, na região de Bombinhas. 

Apelidada de “Neymarpalooza”, a festança seria animada, segundo o colunista Leo Dias, do site Metrópole, por shows de Léo Santana, Ludmilla, Grupo Menos é Mais, Harmonia do Samba e Wesley Safadão. Para tirá-la do papel Neymar teria adquirido um hangar desativado, que ganhou proteção acústica. Regra de ouro a ser cumprida por todos os convidados: nada de celular ou postagens em redes sociais. O craque está fazendo sua parte: uma das poucas fotos que publicou no Instagram nestes dias mostra ele e os pais, a irmã, o filho e Jota Amancio, um dos “parças”, ao lado de uma árvore de Natal. Novas pulseirinhas para acesso à festa seriam distribuídas diariamente.

Neymar Neymar em partida de 2020

Neymar em partida de 2020 (Lucas Figueiredo / CBF/Divulgação)

Desnecessário explicar os motivos da repercussão negativa – o Brasil soma mais de 190 mil mortes provocadas pelo novo coronavírus e o recente recrudescimento da pandemia se deve, justamente, a aglomerações irresponsáveis e clandestinas. Na festa de Natal promovida pelo humorista Carlinhos Maia em Penedo, no estado de Alagoas, 47 pessoas teriam contraído covid-19.

Por uma festa bem mais modesta, é bom lembrar, promovida no início da pandemia, a influenciadora fitness Gabriela Pugliesi se viu obrigada a sumir das redes sociais por um tempo e perdeu patrocínio milionários. Se for comprovada a participação de Neymar, que se mantém em silêncio, o craque pode ter destino parecido. Nesta segunda (28), o jornal francês “Le Parisien” publicou críticas ao jogador vindas de uma fonte, não identificada, ligada ao PSG: “E pensar que o Neymar personifica o projeto do clube... Ele não dá a mínima para as repercussões”. Patrocinadores de Neymar não se posicionaram sobre o episódio.

 

 

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.