Berçário a bordo e passagem barata: a nova cara da aviação executiva

Com uma nova resolução da ANAC, um assento individual num voo fretado de São Paulo para Angra dos Reis pode sair por 500 reais

Você provavelmente nunca imaginou a possibilidade de fretar um único assento de um avião particular, ainda mais com a possibilidade de colocar seu filho para dormir em um berçário montado no fundo da aeronave. Mas com a pandemia, e, no caso brasileiro, com uma nova regulamentação da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), isso pode ser possível.

No início do mês, a agência aprovou regras para que empresas de táxi-aéreo possam oferecer assentos individuais. Segundo a ANAC, a medida foi tomada para ajudar o setor de aviação executiva em meio à pandemia, uma vez que fretar um jatinho inteiro para um trecho como Rio-São Paulo, por exemplo, pode custar mais de 30 mil reais.

Com a nova regulamentação, ainda segundo a ANAC, “empresas de táxi-aéreo certificadas poderão ofertar bilhetes aéreos para até 15 voos por semana e em aeronaves com até 19 assentos. Essas operações – limitadas ao número de frequências semanais – ocorrem sob regime de autorização prévia e devem seguir todos os requisitos de segurança previstos”.

No aplicativo de locação de aeronaves Flapper, por exemplo, um assento individual em um avião de 9 lugares saindo de São Paulo com destino a Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, sai a partir de 500 reais cada trecho (ida ou volta). O mesmo bilhete em companhias aéreas convencionais fica em torno de 600 reais ida e volta.

Até agora, a venda de assentos individuais em voos fretados não era proibida, mas não havia regulamentação sobre o tema, deixando em reticência as companhias de táxi-aéreo. A expectativa, agora, é que esse tipo de locação aumente.

Um outro fator que deve ajudar a mudar a cara do setor é que antes da pandemia as viagens de negócios eram as maiores responsáveis por movimentar a aviação executiva, mas durante a retomada, a tendência é que as famílias se tornem protagonistas, alugando assentos individuais para viagens de lazer, por exemplo.

Nos Estados Unidos, a empresa de jatos particulares Fly Elite Jets já está se preparando para essa provável mudança de chave.

Para além das poltronas mais largas, uma nova aeronave desenvolvida a pedido da companhia conta com um berçário para crianças. O espaço, que fica nos fundos do jato, parte normalmente subutilizada, tem direito a piso e paredes almofadadas, brinquedos diversos e até uma cabana de pano.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.