Um Mercedes a 334 km por hora

O SLR McLaren, lançamento da Mercedes-Benz, será vendido no Brasil por 3,4 milhões de reais. Entenda por quê

O design é inspirado no mítico modelo "Asa de Gaivota", um dos maiores sucessos da montadora. A mecânica é baseada no McLaren bicampeão de Fórmula 1 com o finlandês Mika Hakkinen, em 1998 e 1999. O resultado é o SLR McLaren, que nasceu para ser uma brilhante estrela da constelação Mercedes-Benz.

O superesportivo de dois lugares foi lançado recentemente na Europa e começa a ser vendido no Brasil -- sob encomenda -- por 1,2 milhão de dólares, ou cerca de 3,4 milhões de reais. É o preço da exclusividade. Até o ano 2010, quando deixará a linha de produção, serão fabricadas apenas 3 500 unidades. Sete motivos que levam o carro a custar tanto:

1 Toda a estrutura é feita de fibra de carbono, sendo a primeira do gênero em um carro fabricado em série. Além de ser mais leve, o material aumenta em até cinco vezes o poder de absorção de impacto em caso de colisão. É o mesmo princípio da célula dos carros de F-1.

2 O motor é o mais potente e avançado dentre os fabricados pela Mercedes-Benz. Leva o veículo de 0 a 100 km/h em apenas 3,8 segundos e até 200 km/h em 10,6 segundos. Para chegar a 300 km/h é preciso um pouco mais de paciência: 28,8 segundos. A velocidade máxima é 334 km/h.

3 O câmbio automático de cinco marchas possui três níveis de regulagem: sport, super sport e race, que definem as rotações máximas para a troca de marchas. Mas, se preferir a troca manual, o "piloto" pode optar pela seleção na alavanca de câmbio ou ainda nos botões localizados no volante.

4 Os discos de freio são feitos de cerâmica reforçada com fibras, como nos carros de F-1. O material é mais resistente às altas temperaturas e mantém sua eficiência mesmo em uso extremo. Além do grande poder de frenagem, o SLR McLaren é equipado com vários dispositivos de segurança, com destaque para a infinidade de airbags -- para cabeça, tórax e até mesmo joelhos.

5 Um aerofólio escamoteável é acionado quando o superesportivo atinge 95 km/h. Isso gera um efeito na parte traseira que melhora a aderência e a estabilidade. Durante as freadas, o aerofólio adota o ângulo de 65 graus e aumenta a resistência do ar, auxiliando na diminuição da velocidade -- a mesma função que os flaps das asas exercem nos aviões.

6 O SLR McLaren é equipado com um sensor que reconhece o pôr-do-sol e aciona os faróis automaticamente. Outro sensor analisa a pressão dos pneus e avisa quando precisam ser calibrados.

7 Está vendo aquela estrela de três pontas na frente do capô? Vale um dinheirão.
 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.