Bússola
Acompanhe:
Um conteúdo Bússola

TRENDS: Autenticidade, velocidade e criatividade

Quais as prioridades do marketing para 2023

Brasil foi avaliado como terceiro país mais criativo do mundo (Malte Mueller/Getty Images)

Brasil foi avaliado como terceiro país mais criativo do mundo (Malte Mueller/Getty Images)

B
Bússola

11 de janeiro de 2023, 17h00

Por Alexandre Loures e Flávio Castro*

Dizem que o Brasil é um dos países mais criativos do mundo. Em 2021, o Lions Creativity Report posicionou nosso país como terceiro no ranking da criatividade.

Também somos o país mais ansioso do mundo.

Dados da Organização Mundial da Saúde mostram que a epidemia da ansiedade mora aqui.

Uma das maiores fábricas de memes e, podemos afirmar, fake news, é brasileira. Por meio do riso, e até do escárnio, nossos conterrâneos se comunicam. É um potente instrumento brasileiro de conversação.

Não adianta ‘tapar o sol com a peneira’ pois sabemos que 2023 já começou com muitos desafios. Autenticidade é prioridade para este ano e, para ela se estabelecer em tempos de imagens manipuladas, notícias falsas, conteúdo impreciso e cenário polarizado, as marcas terão que se comprometer, mais do que nunca, em entregar o que prometem, atender cada cliente como se fosse único, mostrar honestidade, integridade e transparência.

Consumidores se mantém leais a empresas autênticas, que preservam sua reputação no mercado e entregam conteúdo insuspeito, criativo, que envolve as pessoas e proporciona troca. "Quem não é visto não é lembrado", mas "gato escaldado tem medo de água fria". Se mostrar é essencial, porém "a mentira tem perna curta"e, mesmo em tempos de manipulação massiva de informação, clientes sabem em quem confiar e se tornam cada vez mais advogados da marca quando confiam em suas escolhas.

Junto com a importância da credibilidade, há a pressa.

Mesmo sendo inimiga da perfeição, uma pesquisa da The Time to Win, que mede o impacto da velocidade e da capacidade de resposta na experiência e lealdade do cliente, mostrou que as expectativas dos clientes em relação à velocidade do atendimento e capacidade de resposta aumentam a cada ano. A resposta rápida afeta diretamente no resultado final e o brasileiro, ansioso, anseia por atendimento supersônico.

Velocidade e preço têm o mesmo peso e a impaciência deve ser levada em conta em todas as estratégias de uma empresa. "Quem tem pressa come cru e queima a língua", mas o consumidor, em sua inquietude, tem preferido uma refeição mais ou menos, a uma que tarde em ser servida.

Melhor, então, é prevenir que remediar e acelerar os processos de atendimento e entrega, seja ela qual for.

A comunicação efetiva é uma das ferramentas mais importantes deste ano e não vai dar para deixar para amanhã o que se pode fazer já.

Clientes querem ser reconhecidos, paparicados, apoiados.

Marcas devem entender suas complexidades, necessidades, diferenças.

Criatividade não é luxo para ser cortado em tempos de ‘vacas magras’, mas uma necessidade urgente para se sobressair nesse universo não tão criativo. A vantagem de quem investe em originalidade é imensa. Se "em terra de cego quem tem olho é rei", "uma andorinha só, não faz verão".

Uma equipe dedicada a trabalhar com curiosidade, abraçando novas ideias, novos métodos, que entenda o consumidor, estará muito à frente de qualquer concorrente.

A criatividade dará, certamente, às empresas uma vantagem vital.

Com tantas ferramentas à disposição, a tecnologia tem que estar a serviço das ideias.

Quem unir o útil ao agradável estará à frente. As prioridades de 2023 são entender que ‘a mentira corre e cansa e a verdade anda e alcança’; que a ‘pressa é inimiga da perfeição’, mas ‘a perfeição é inimiga da ação’; e que ‘a cobra vai fumar’ para quem não colocar a cabeça para criar.

Cada um sabe onde lhe aperta o sapato, então, antes que comece a doer, se organize, seja rápido, entre em ação, tenha uma mente de principiante e crie.

Depois, ‘não adianta chorar o leite derramado’!

*Alexandre Loures e Flávio Castro são sócios do Grupo FSB

Este é um conteúdo da Bússola, parceria entre a FSB Comunicação e a Exame. O texto não reflete necessariamente a opinião da Exame.

 

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Pais separados brigando sem parar? Antes de ir à Justiça, tente este app

3 em cada 5 jovens brasileiros querem ser empreendedores

Glaucia Guarcello: Por um ano novo mais inovador

Últimas Notícias

ver mais
O consumidor tem sede de varejo
Bússola

O consumidor tem sede de varejo

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Oinc Filmes recebe aporte para internacionalização da marca 3 Palavrinhas
Bússola

Oinc Filmes recebe aporte para internacionalização da marca 3 Palavrinhas

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Danilo Maeda: Riscos e impactos sociais em foco
Bússola

Danilo Maeda: Riscos e impactos sociais em foco

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Comunidades no WhatsApp unem pequenos produtores rurais a clientes
Bússola

Comunidades no WhatsApp unem pequenos produtores rurais a clientes

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
icon

Brands

ver mais

Uma palavra dos nossos parceiros

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais