Telefónica busca startups no mundo todo com casos de uso de metaverso

Programa dará suporte às melhores tecnologias com soluções no metaverso para que possam crescer e alcançar escala global
Telefónica anuncia colaboração com a Meta e cria um Metaverse Innovation Hub em Madri (Wayra/Divulgação)
Telefónica anuncia colaboração com a Meta e cria um Metaverse Innovation Hub em Madri (Wayra/Divulgação)
Por BússolaPublicado em 25/03/2022 17:53 | Última atualização em 25/03/2022 19:05Tempo de Leitura: 3 min de leitura

A Telefónica, por meio de seu hub de inovação aberta Wayra, lançou uma chamada global para startups do metaverso. O anúncio foi feito por Chema Alonso, Chief Digital Officer da Telefónica, em sua apresentação no Four Years from Now (4YFN), evento de empreendedorismo que acontece paralelamente ao Mobile World Congress.

Open2metaverse é uma chamada global que tem como objetivo apoiar empresas com as melhores tecnologias e aplicações no metaverso, ajudando-as a crescer e alcançar uma escala global mais rapidamente, assim como gerar conexão com a Telefónica para gerar oportunidades conjuntas.

A Wayra focará em empresas que estejam desenvolvendo casos de uso nas seguintes áreas ou tecnologias: conectividade, dispositivos, plataformas virtuais, ferramentas de identidade, NFTs e marketplaces, entre outros.

Além disso, o hub proporcionará às startups selecionadas sua experiência, em todas as áreas acumuladas em mais de dez anos de existência, fornecendo suporte técnico e de infraestrutura, acesso à comunidade Wayra, alcance à escala global e ao ecossistema de inovação de todo o mundo.

Open2metaverse é o primeiro projeto conjunto de exploração e conhecimento que atinge as iniciativas de inovação Wayra X, Telefónica Ventures e os sete hubs que a Wayra possui na América Latina e Europa.

Colaboração com a Meta

Chema Alonso anunciou também uma colaboração com a Meta para expandir e explorar conjuntamente novas formas de promover a inovação em conectividade e tecnologia no campo do metaverso. O acordo de colaboração visa empoderar a comunidade de criadores para desbloquear o desenvolvimento de novos casos de uso.

As duas empresas planejam estabelecer um centro de inovação do metaverso para ajudar a acelerar a preparação da rede e os dispositivos do metaverso por meio de testes, casos de uso de experiência do metaverso e testes de dispositivos, entre outras coisas.

Por meio deste Metaverse Innovation Hub, a Telefónica e a Meta planejam fornecer às startups e desenvolvedores locais acesso a um laboratório 5G inovador, onde poderão usar um banco de testes metaverso com infraestrutura de ponta a ponta e equipamentos da rede Meta e Telefónica.

Além disso, poderão se beneficiar do ecossistema de inovação aberta da Telefónica e os recursos do Telefónica Innovation and Talent Hub, do suporte da rede, das ferramentas e recursos de engenharia da Meta. Esta colaboração terá como alvo inicial startups e desenvolvedores selecionados pela Wayra.

A Telefónica vê o metaverso como uma evolução da Internet apoiada por um conjunto de tecnologias que estão transformando a economia digital como a realidade aumentada e realidade virtual, a criação de novos ativos de valor como NFTs, modelos de negócios baseados em arquiteturas web3 e criptomoedas.

A empresa já possui capacidades expressivas em termos de conectividade e arquitetura de rede que contribuem para a materialização de metaversos. Para reunir todas as iniciativas do grupo Telefónica em torno do metaverso foi criada uma unidade liderada por Yaiza Rubio como Chief Metaverse Officer da empresa, para entrar com determinação neste novo paradigma.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedIn | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Buson investe em tecnologia e transforma a experiência de viajar de ônibus

A experiência do comércio eletrônico invade as mídias sociais

Como Gelli Clash reuniu 1 bilhão de visualizações por mês no Youtube