Bússola

Um conteúdo Bússola

Rio Innovation Week projeta movimentar mais de R$ 2,6 bilhões e espera 150 mil pessoas 

Quarta edição será no Píer Mauá, no Rio de Janeiro, e contará com cerca de 2 mil palestrantes

 (RIW/Divulgação)

(RIW/Divulgação)

Bússola
Bússola

Plataforma de conteúdo

Publicado em 5 de julho de 2024 às 13h00.

Na edição do ano passado, o Rio Innovation Week se consolidou como uma das maiores conferências globais de inovação e tecnologia e se despediu do público com potencial de geração de R$ 2,3 bilhões em novos negócios.

O evento, que teve a presença de nomes como Spike Lee e o fundador da Netflix Marc Randolph, está se preparando para sua próxima edição, entre os dias 13 a 16 de agosto, no Pier Mauá.

A Rio Innovation Week 2024 espera movimentar cerca de R$ 2,6 bilhões, aumento de 15% a 20% na comparação com o valor do ano passado.

Nos 75 mil m² dos armazéns do Pier Mauá e do Museu de Arte do Rio, vão se reunir mais de 2,5 mil startups e aproximadamente 2 mil palestrantes em 26 palcos simultâneos.

 “Humanização em tempos de inteligência artificial”

Este, que é o tema de 2024, pretende desmistificar a IA na sociedade. “Cada linha de código, cada avanço tecnológico, deve ser guiado por um propósito maior – o de melhorar a vida das pessoas e proteger nosso planeta.”, explica Fábio Queiroz, diretor do Rio Innovation Week

O evento já conta com 13 patrocinadores, 29 parceiros, 280 expositores e tem a expectativa de gerar 20 mil empregos diretos e indiretos

Mais informações de ingressos, programação e participação em  https://rioinnovationweek.com.br/.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Acompanhe tudo sobre:Rio de JaneiroEventos

Mais de Bússola

ESG: como Parque Bondinho Pão de Açúcar alcançou certificação com Sistema B e o que isso representa

Como fidelizar clientes usando aplicativos? Conheça 4 empresas que são exemplos dessa prática

Isabela Basso: quando falamos de greenwashing, sua empresa é parte do problema ou da solução?

CEO da BAT defende que regulamentação de cigarros eletrônicos ajudará no combate à ilegalidade

Mais na Exame