Live: equilíbrio, alimentação e empatia combatem os males da pandemia

Novo coronavírus trouxe angústia, estresse e ansiedade, mas concentrar no que importa ajuda a enfrentar momentos difíceis

Desde que a pandemia do novo coronavírus se instalou no Brasil, há pouco mais de um ano, poucos imaginavam que a grave crise sanitária se estenderia por tanto tempo. Como se não bastasse a doença em si, que já fez mais de 300.000 vítimas no país, o aumento de relatos de angústia, estresse elevado, ansiedade e depressão preocupa os profissionais de saúde.

Bons hábitos e uma rotina regrada, com exercício físico, alimentação equilibrada e sono adequado, são fundamentais para manter um dia a dia saudável em tempos de isolamento social. Profissionais especializados para auxiliar nessas questões também são importantes, e a tecnologia pode ser uma grande aliada, tornando muito mais fácil o acesso à informação de qualidade.

Estes foram alguns dos pontos discutidos durante a conversa de hoje na Live Bússola “Em busca de equilíbrio: saúde mental na pandemia”, com a participação de Viviane Guimarães e Lucas Camelo, médicos do Rituaali Clínica & Spa; Alessandra Cabral, gerente de gente e gestão da Unimed-Rio; e Inês Hungerbühler, chief psychology officer da Vitalk. A moderação foi do jornalista Rafael Lisbôa, diretor da Bússola.

Para Viviane Guimarães, diretora médica do Rituaali Clínica & Spa, o primeiro cuidado que devemos ter com a mente e o corpo é a autorresponsabilidade, que significa enxergar a situação e perceber o que pode ser feito, sem se vitimizar”.

“Apesar da situação difícil, é fundamental termos consciência de que é possível fazer algo para ajudar a nós mesmos, seja levantar do sofá e praticar algum exercício em casa, seja escolher alimentos saudáveis em vez de optar por industrializados, seja procurar manter uma boa rotina de sono. Os três pilares mais importantes nesse momento são: atividade física, alimentação e sono”, afirma.

Lucas Camelo, também do Rituaali, explica que o aumento dos transtornos psicológicos durante a pandemia se deve a um acúmulo de fatores já existentes: “A pandemia conseguiu gerar um fator exponencial. A gente já vivia alguns problemas de saúde pandêmicos como obesidade e desnutrição, que com a pandemia foram gravemente acentuados.”

Para estimular a prática de ações que levem a uma vida mais saudável, a Unimed-Rio lançou a campanha “Mude 1 Hábito”.

O programa começou antes da pandemia e tinha quatro pilares principais: alimentação, atividades físicas, equilíbrio mental e cuidado individual.

“Desenvolvemos em torno de 18 práticas que incluem aulas funcionais como ioga, alongamento, capoeira, culinária, dentre outras, para ser realizadas em 15 diferentes locais da cidade. Quando a pandemia começou, transformamos os encontros em lives, que deram supercerto e tiveram grande participação do público”, explica Alessandra Cabral, gerente de gente e gestão da Unimed-Rio.

Grande aliada neste momento, a tecnologia virou ferramenta fundamental, inclusive para cuidados com a saúde mental. A Vitalk é uma startup que emprega tecnologia como auxiliar nesses cuidados.

“Temos a missão de democratizar o acesso ao cuidado da saúde mental. Muitas vezes, os transtornos psicológicos são encarados como questões tratadas somente em consultório psiquiátrico, quando na verdade é algo que pode ser evitado se alguns cuidados forem tomados por cada um de nós diariamente. Por isso, nosso foco está ligado à prevenção”, explica Ines Hungerbühler, chief psychology officer da Vitalk.

Para encerrar, os profissionais deram dicas práticas e valiosas para enfrentar momentos difíceis como o que estamos vivendo. Desenvolver a espiritualidade, com senso de propósito e esperança no futuro, concentrar esforços no que realmente importa, praticar a empatia e a solidariedade e estabelecer uma conexão consigo mesmo.

“Quando estamos em atenção plena com nossos sentimentos, conseguimos demonstrar solidariedade e empatia com os outros de uma forma melhor”, dia Ines, da Vitalk.

Siga Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter  |   Facebook   |  Youtube

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.