Um conteúdo Bússola

Eólicas offshore, hidrogênio verde? Para onde aponta o mercado de carbono

Evento no Rio reúne empreendedores e especialistas para debater soluções para o crescimento verde no Brasil
Temperatura do planeta pode subir 4ºC nos próximos cem anos (Gregor Schmatz/The New York Times)
Temperatura do planeta pode subir 4ºC nos próximos cem anos (Gregor Schmatz/The New York Times)
Por BússolaPublicado em 17/05/2022 15:27 | Última atualização em 17/05/2022 15:27Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Por Bússola 

A temperatura média do planeta subiu 0,5 ºC no último século, e estimativas apontam para um aumento de até 4º C nos próximos cem anos. Não à toa, investidores e empresas estão mundialmente comprometidos a direcionar esforços para a economia verde.  

Para tratar exatamente desse tema, mais de 100 grandes executivos, empreendedores e líderes políticos e ambientais se reúnem no Rio de Janeiro, de amanhã até o dia 20 de maio em um evento que pretende debater, buscar soluções e orientar políticas públicas capazes de impulsionar o crescimento verde no Brasil.  

O Congresso Mercado Global de Carbono – Descarbonização & Investimentos Verdes – evento conjunto do Banco do Brasil e da Petrobras, com o apoio institucional do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e do Banco Central do Brasil – vai tratar de temas como cidades inteligentes, fontes renováveis de energia, e a mobilidade urbana, fontes renováveis de energia, infraestrutura e logística verdes, créditos de carbono e a floresta nativa, geração de energia eólica offshore, matriz energética limpa, bioenergia e o hidrogênio verde, em 24 paineis distribuídos em quatro salas temáticas. 

Também serão apresentados 120 cases de sucesso de empreendedores verdes em quatro miniauditórios.  

Participam do evento o presidente do Banco do Brasil, Fausto de Andrade Ribeiro; o presidente da Petrobras, José Mauro Ferreira Coelho; o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite; e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. 

Nos três dias do congresso, o gabinete do ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, será transferido para o local do evento, no Jardim Botânico. Nesse ministério itinerante, o ministro pretende manter uma intensa agenda de reuniões com os mais diversos setores do mercado, para avançar na criação de políticas sustentáveis e crescimento verde. 

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube 

Veja também

Danilo Maeda: Sustentabilidade se faz com intenção, realização e impacto 

3 perguntas de ESG para Celso Athayde, da Favela Holding 

Como usar a tecnologia para gerar impacto social