Um conteúdo Bússola

Dia dos Pais: Shopping centers preveem crescimento de 16% nas vendas

Levantamento realizado pela Abrasce estima que o setor deve movimentar R$ 4,4 bilhões entre os dias 8 e 14 de agosto
Calçados, perfumaria e relógios são os itens mais buscados na data (Andrew Olney/Thinkstock)
Calçados, perfumaria e relógios são os itens mais buscados na data (Andrew Olney/Thinkstock)
B
BússolaPublicado em 11/08/2022 às 12:30.

A Pesquisa de Expectativas do Dia dos Pais da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), feita com empreendimentos de todo o país, aponta que as vendas na data comemorativa devem crescer 16% na comparação com o mesmo período do ano passado. O levantamento também indica que o setor deve movimentar R$ 4,4 bilhões entre os dias 8 e 14 de agosto.

Além do aumento nas vendas, os consumidores devem gastar mais nos shoppings. O ticket médio esperado é de R$ 204, o que representa um valor 5,7% maior que os R$ 193 do ano passado e 15,9% superior ao registrado em 2019, no período pré-pandemia, quando as vendas médias foram de R$ 176.

A data também deve ser responsável por uma alta de 15% no volume de frequentadores dos shopping centers de todo o Brasil, na comparação com 2021.

Comportamento do consumidor

Entre os segmentos, a previsão é a de que os produtos mais comercializados sejam: calçados, artigos esportivos, itens de vestuário, perfumaria e cosméticos, relógios e eletrônicos.

Na avaliação do presidente da Abrasce, Glauco Humai, os números do setor apontam que, aos poucos, os empreendimentos vão superando as perdas causadas pela pandemia. “Os shoppings vem apresentando resultados positivos ao longo dos últimos meses, e, muitas vezes, superando as expectativas iniciais de faturamento em datas comemorativas, o que traz ainda mais ânimo para o setor, que segue otimista em relação ao segundo semestre do ano”, diz o executivo.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Espanhola BusUp e Corinthians criam “Expresso” até Arena em Itaquera

Receita líquida do Grupo Madero cresce 43,7% para R$ 358 mi com retomada

O adeus a João Paulo Diniz, um dos maiores incentivadores do esporte nacional