Bússola
Acompanhe:
Um conteúdo Bússola

Colapso da FTX pode abrir espaço para mais regulação no mercado cripto

Em entrevista à Bússola, CRO da Bitso fala sobre como garantir segurança nos investimentos

Bitso é a plataforma líder em criptomoedas na América Latina (Getty/Getty Images)

Bitso é a plataforma líder em criptomoedas na América Latina (Getty/Getty Images)

B
Bússola

8 de dezembro de 2022, 17h06

Com o recente pedido de falência da FTX, segunda maior corretora de ativos digitais do mundo, e em seguida da BlockFi, empresa de criptomoedas, o mercado de criptoeconomia passa por grandes movimentações, e os usuários estão em alerta com questões de segurança e confiança quando o assunto é investir em corretoras do segmento. Mas mesmo com o nervosismo e as preocupações, isso pode abrir espaço para mais regulamentação no mercado.

Para entender esse cenário, a Bússola conversou com Felipe Vallejo, Chief Regulatory Officer da Bitso, plataforma de criptomoedas líder da América Latina com mais de 6 milhões de clientes, que fala sobre os pontos de atenção que os usuários de cripto devem ter em mente para garantir a segurança de seus investimentos.

Bússola: Qual é o impacto da falência da FTX no mercado cripto? O que mudou para os usuários e qual é a perspectiva para a cripto economia daqui para a frente?

Felipe Vallejo: O caso FTX movimentou todo o mercado e acabou gerando preocupações que impactaram a volatilidade e causaram um aumento no número de transações.

Apesar de ser um momento difícil para o setor, principalmente para quem foi diretamente afetado pelo descumprimento da FTX, acredito que agora é a hora certa para trazer à tona a importância de questões como a regulamentação, medidas de conformidade e auditorias, assim como as práticas internas nas empresas que garantam aos usuários segurança, transparência e confiança.

Hoje, mais do que nunca, é importante fornecer às pessoas as informações e ferramentas necessárias para que saibam em quais empresas estão depositando sua confiança. Portanto, a educação dos usuários será essencial para incentivar o desenvolvimento do mercado cripto com os padrões mais altos relacionados à segurança e confiança.

O que pode ser feito agora para aumentar a confiança dos usuários?

A Bitso recomenda que os clientes prestem atenção à prova que realmente importa, que é fundamental, pois mostra que o saldo total de reserva é suficiente para cobrir o total do passivo [o valor total do saldo dos clientes].

Nos últimos dias, vimos que várias exchanges comunicaram listas de carteiras para testar sua solvência. Isso tem sido chamado de Prova de Fundos ou Prova de Reservas e apresenta dois problemas.

Não prova que as chaves necessárias para retirar moedas dessas carteiras pertencem a essas exchanges. E não comprova se as moedas dessas carteiras são suficientes para cobrir todos os passivos da exchange.

Como os usuários de cripto podem verificar se seus investimentos estão seguros? Que medidas a Bitso está tomando para demonstrar isso a seus clientes?

Na Bitso, estamos trabalhando em várias estratégias para oferecer transparência aos nossos clientes, mas algumas dessas ações levam tempo porque não queremos fazer isso rápido, queremos fazer bem-feito. Podemos resumir nossos esforços em cinco ações concretas:

Uma Merkle Tree e um relatório de solvência: estamos criando uma árvore de Merkle para validar os saldos dos usuários e a solvência da Bitso. Estamos trabalhando duro para ter isso pronto antes do final do ano. Para a Bitso, o relatório de solvência é a prova mais relevante. Para que a Bitso ou qualquer outra exchange seja solvente, os ativos precisam ser maiores que seus passivos. Em outras palavras, ser solvente significa garantir que, se os clientes decidirem sacar 100% de seus fundos ao mesmo tempo, eles conseguirão fazer isso.

Auditoria feita por um terceiro: estamos buscando um parceiro externo que valide os nossos passivos, ativos e solvência. Acreditamos que isso fornecerá segurança adicional para os documentos que apresentarmos. Esperamos poder contar com isso até o início do próximo ano.

Um grupo de trabalho no mercado: estamos ativamente em contato com várias empresas respeitáveis e líderes renomados em nosso setor para trabalharmos juntos na construção de um padrão de mercado.

Uma prova de Conhecimento Zero. Zero Knowledge (“ZK”): essa prova de ZK é um mecanismo criptográfico no qual uma das partes pode provar à outra que algo é verdade, sem revelar qualquer informação adicional sobre os usuários. Acreditamos que os processos baseados em confiança que convidam terceiros, e que herdamos do sistema financeiro tradicional, devem ser substituídos por evidências criptográficas. Por isso, acreditamos que as provas ZK se tornarão o padrão do mercado. As provas ZK permitirão que a solvência seja compartilhada sem expor informações confidenciais ou exigir que um terceiro audite e certifique com base na confiança.

Vamos continuar trabalhando com reguladores para criar um marco regulatório que proteja os clientes acima de tudo: à medida que o mercado cripto vai evoluindo, nos manteremos comprometidos em compartilhar as melhores práticas do setor e criar estruturas políticas que promovam um setor mais transparente, seguro e responsável.

Nesse sentido, o colapso da FTX pode abrir espaço para mais regulação?

Sem dúvida o cenário atual evidencia a importância e urgência de medidas que regulamentem o mercado cripto. O Brasil está vivendo um momento crucial agora, com a recente aprovação do PL 4401/2021 que criará um marco regulatório para a criptoeconomia. Esse é um passo importante para aumentar a segurança ao usuário de cripto e o Brasil está na vanguarda em relação a isso, já que poucos países no mundo contam com regulações em cripto.

No entanto, vale destacar que não basta ser regulamentado, é preciso cumprir as leis, ser auditado e fazer provas de solvência, com árvore de Merkle e Zero-Knowledge Test (ZK).

*Felipe Vallejo é Chief Regulatory Officer da Bitso

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

VEJA TAMBÉM:

Últimas Notícias

ver mais
O que o BBB ensina sobre responsabilidade financeira
Bússola

O que o BBB ensina sobre responsabilidade financeira

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Como o setor de TI auxilia na redução do impacto ambiental?
Bússola

Como o setor de TI auxilia na redução do impacto ambiental?

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Progic registra aumento de mais de 40% no faturamento em 2022
Bússola

Progic registra aumento de mais de 40% no faturamento em 2022

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Para onde vai o marketing em 2023?
seloBússola

Para onde vai o marketing em 2023?

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
icon

Brands

ver mais

Uma palavra dos nossos parceiros

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais