Um conteúdo Bússola

Bondinho e MSW Capital iniciam programa de inovação

A escolha das quatro empresas que participarão do programa foi realizada após evento eliminatório que aconteceu no anfiteatro do Parque na última terça
Proposta traz sete soluções viáveis para inovação (Christian Adams/Getty Images)
Proposta traz sete soluções viáveis para inovação (Christian Adams/Getty Images)
B
Bússola

Publicado em 04/10/2022 às 14:00.

Última atualização em 04/10/2022 às 14:10.

Por Bússola  

O 110 Ventures, programa de inovação criado pela Iter, holding que administra o Parque Bondinho Pão de Açúcar, em parceria com a MSW Capital, já tem data para começar. Depois de analisar a inscrição de 28 startups cadastradas, as empresas selecionaram as quatro que vão participar do programa que tem início no dia 26 de setembro. A escolha aconteceu após um evento que ocorreu na última terça (20/9) no Anfiteatro do Morro da Urca, no Parque Bondinho, marcando a última etapa do processo seletivo. Na ocasião, as oito empresas finalistas apresentaram seus discursos para a seleção das ganhadoras. 

"A inovação faz parte do DNA do Parque Bondinho Pão de Açúcar, que há 110 anos, investe em iniciativas pioneiras nas áreas de turismo, entretenimento, sustentabilidade e mídia. Ao lançarmos o 110 Ventures, em parceria com a MSW, seguimos com essa trajetória inovadora, estimulando o surgimento de novas ideias para o setor, de forma a contribuir ainda mais para o crescimento do turismo da nossa cidade. Para nós, será uma honra dividir com essas jovens empresas o nosso conhecimento, impulsionando seu crescimento e incentivando o uso da tecnologia para melhorar a experiência das pessoas", diz Sandro Fernandes, CEO do Grupo Iter e do Parque Bondinho Pão de Açúcar. 

Como critérios de seleção inicial, a Iter e a MSW levaram em consideração se as startups eram negócios inovadores de base tecnológica, se tinham, no mínimo, dois fundadores dedicados e se suas soluções já estavam sendo utilizadas por clientes. Das 28 empresas inscritas no programa, apenas oito seguiram para a etapa final de apresentação das defesas: LogReversa e Deep Ambiente, ambas da área de sustentabilidade, e mymento, Binamik, Kampin, Pinguim, The Ifriend e UPVOI, de turismo. Destas, as que se destacaram e terão a oportunidade de participar do programa foram a Kampin, mymento, Pinguim e UPVOI. 

"Estamos muito felizes de participar da gestão do 110 Ventures, de fazer parte da trajetória de inovação e excelência de serviços de turismo do Parque Bondinho, talvez a mais longa do País. Sabemos que a excelência não ocorre por acaso. Estamos animados, principalmente, de poder levar essa experiência para startups inovadoras que começam a sua jornada em negócios de Turismo, onde o Brasil tem certamente a maior vocação do mundo, e ainda aproveita pouco esse seu potencial”, afirma Moises Swirski, sócio fundador da MSW Capital. 

O 110 Ventures terá duração de três meses e as quatro startups terão acesso a espaço de coworking no Parque Bondinho Pão de Açúcar (Praia Vermelha, Rio de Janeiro), participarão de workshops estratégicos, realizarão POCs e poderão utilizar a sua base de visitantes, com mais de 1 milhão de visitas ao ano, para aplicarem as soluções existentes ou codesenvolverem novas soluções. Além disso, receberão mentoria de executivos do Parque Bondinho e da MSW e possibilidade de investimento ao final do período de aceleração.  

Para cada empresa, será criado um Plano de Impulso do Programa, cujo objetivo é desenvolver o negócio da startup ao mesmo tempo que fortalece a atuação do Parque Bondinho e da Iter por meio da Inovação Aberta, incentivando a adoção, bem como o investimento em modelos de negócios inovadores.  Além de Sandro Fernandes e Moises Swirski, participaram da banca julgadora Ana Lucia Selvatici, CMO do Grupo Iter; Analu Fiuza, diretora de Gente e Gestão do Parque Bondinho Pão de Açúcar; Pedro Leite de Castro, acionista do Grupo Iter; e Aldair Machado, diretor-executivo e Conselheiro no Grupo Lugano. 

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube 

Veja também

Quiet quitting: fenômeno é tendência mundial e desafia líderes do futuro 

Startups de varejo cresceram 18% em um ano com mudança de hábitos 

Carlos Brito: A retomada da indústria dos sonhos