Vinicius Poit (Novo) declara apoio a Tarcísio e Bolsonaro no segundo turno

O candidato do Novo afirmou que se reuniu com Tarcísio para alinhar a aliança no segundo turno
O ex-ministro concorre ao segundo turno com o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) (Câmara/Divulgação)
O ex-ministro concorre ao segundo turno com o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) (Câmara/Divulgação)
E
Estadão ConteúdoPublicado em 05/10/2022 às 14:23.

O candidato ao governo de São Paulo que ficou em quarto lugar no primeiro turno, Vinícius Poit (Novo), anunciou, nesta quarta-feira, 5, apoio ao ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas (Republicanos) ao Estado paulista e ao presidente Jair Bolsonaro (PL), que concorrem à reeleição. Na declaração, Poit justifica ser "totalmente contra o PT".

O candidato do Novo afirmou que se reuniu com Tarcísio para alinhar a aliança no segundo turno. O ex-ministro concorre ao segundo turno com o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT). Segundo Poit, ele e Tarcísio concordaram com a implementação de algumas propostas do Novo, tais como Poupatempo do Agro, educação financeira e técnico profissionalizante e Código de Defesa do Empreendedor. Na avaliação de Poit, o ex-ministro "tem o melhor plano", além de ter assumido compromisso com as propostas sugeridas pelo Novo.

Já para a disputa presidencial, Poit também se declarou a favor de Bolsonaro, que concorre no segundo turno contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). "Votarei @jairbolsonaro e continuarei o mandato de Deputado dando exemplo de transparência, cortando privilégio, mantendo a fiscalização ao executivo e lutando p/ aprovar projetos", declarou.

"Mais do que ser de direita, sou direito, humano e civilizado. Lutarei para construirmos mais diálogo na política e menos extremismos. Precisamos construir + pontes e - muros. Focar em propostas e ideias, não em pessoas", finalizou Poit, em mensagem publicada no Twitter.

LEIA TAMBÉM:

Governador reeleito Ratinho Junior reforça apoio a Bolsonaro
Michel Temer deve declarar apoio a Bolsonaro no segundo turno das eleições