Quão próximos são Lula e Rosemary Nóvoa?

Oposição quer convocar Luiz Inácio Lula da Silva para explicar a sua proximidade com a ex-chefe do escritório da Presidência em SP

São Paulo – Nos últimos dezenove meses, a Polícia Federal gravou nada menos que 122 telefonemas entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Rosemary, ex-chefe de gabinete em SP, como parte da Operação Porto Seguro, que investiga a existência de um esquema de corrupção para favorecer grupos empresariais.

A ex-chefe de escritório foi exonerada por Dilma Rousseff após a Polícia Federal ter registrado que ela recebia uma série de vantagens (desde plásticas até cruzeiros com duplas sertanejas) para participar de uma quadrilha que obtinha laudos fraudulentos de órgãos públicos. Dilma ainda extinguiu a chefia de gabinete da Presidência em São Paulo, e toda coordenação do escritório paulista será feita em Brasília.

A aparente proximidade de Rosemary com Lula fez com que a oposição defendesse que a Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara convidasse o ex-presidente a dar explicações.

Mas quão próximos são Lula e a ex-funcionária agora indiciada pela PF? Além das 122 ligações registradas – que dão uma média de 1,6 telefonema por semana, a PF ainda interceptou um e-mail de “Rose” para um dos principais acusados da Operação Porto Seguro, Paulo Vieira.

No e-mail, datado de 29 de março e enviado a Vieira, diretor afastado da Agência Nacional de Águas (ANA), Rose afirmou que falava com o ex-presidente “todos os dias”: “Mandei uma notícia de última hora sobre a alta do PR [presidente da República] e você não falou nada... Tenho falado com ele todos os dias, agora ele já está voltando à política e logo vou resolver se fico no Gabinete”, escreveu.

Um indício de proximidade entre o ex-presidente e Rosemary durante o governo Lula pode ser visto no passaporte que ex-assessora tinha. O dela era vermelho, característica dos “superpassaportes”, ou passaportes diplomáticos, que são destinados a pouquíssimas autoridades e emitidos pelo Ministério das Relações Exteriores para alguns cargos ou através de pedidos especiais.

Rosemary teve um e, com ele, tinha garantido acesso a fila de entrada separada nos aeroportos e dispensa de vistos para ir aos países onde eles são exigidos. Foi com esse passaporte que, entre 2007 e 2010, ela viajou com Lula, então presidente da República, para 23 países, segundo levantamento da Folha de S. Paulo.

O passaporte expirou no fim de 2010 e não foi renovado desde então. Rose também não fez mais viagens internacionais a serviço do governo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.