Brasil
Acompanhe:

Quando será o próximo debate para presidente? Veja datas e como assistir

Indefinição sobre presença de Bolsonaro e Lula pode afetar próximos debates. Veja horários e datas dos debates já marcados

RedeTV: emissora faria o segundo debate presidencial desta eleição, mas evento foi cancelado (RedeTV/Divulgação)

RedeTV: emissora faria o segundo debate presidencial desta eleição, mas evento foi cancelado (RedeTV/Divulgação)

D
Da Redação

6 de setembro de 2022, 20h51

A campanha no primeiro turno das eleições 2022 teria oficialmente cinco debates marcados para presidente, segundo os eventos inicialmente agendados, mas parte das datas foi cancelada nos últimos dias pelas emissoras. Agora, devem ocorrer apenas mais dois debates até a votação. O primeiro turno acontece em 2 de outubro, e o segundo turno, se houver, em 30 de outubro.

O primeiro debate na campanha presidencial foi o da TV Bandeirantes, em 28 de agosto. O evento contou com a participação do ex-presidente Lula e do presidente Jair Bolsonaro, além de outros quatro candidatos (veja aqui os destaques).

LEIA TAMBÉM: Relembre como foi a participação de Lula e Bolsonaro no debate da Band

O segundo debate estaria marcado para acontecer na RedeTV!, na próxima sexta-feira, 2 de setembro, e o próximo na TV Aparecida, em 13 de setembro. Porém, como não houve confirmação da presença de Lula e Bolsonaro, os dois mais bem colocados nas pesquisas, os eventos foram cancelados e o próximo debate passou a ser o da CNN/SBT. Veja abaixo os detalhes.

Quando será o próximo debate?

Oficialmente, o calendário de debates marcados previa ao menos cinco eventos. Além do da TV Bandeirantes (feito em pool com TV Cultura, UOL e Folha de S.Paulo), já realizado, os próximos debates seriam:

  • 2/9 (sexta-feira): debate da RedeTV (cancelado)
  • 13/9 (terça-feira): debate da TV Aparecida (cancelado)
  • 24/9 (sábado): debate da CNN, Veja, SBT, O Estado de S. Paulo, NovaBrasil FM e Terra (mantido)
  • 29/9 (quinta-feira): debate da TV Globo (mantido)

Lula e Bolsonaro não confirmaram que comparecerão aos debates da RedeTV e da TV Aparecida, o que fez os eventos serem cancelados. Assim, o próximo debate deve ser somente o da CNN/SBT, em conjunto com outros veículos, em 24 de setembro, um sábado. 

Lula e Bolsonaro foram ao debate da Bandeirantes, o primeiro da campanha deste ano, mas também houveram dúvidas até o último momento sobre se os dois líderes nas pesquisas compareceriam.

Quando são os debates previstos para presidente no 2º turno

Se houver segundo turno, algumas datas já foram previamente agendadas pelas emissoras, embora ainda sejam passíveis de alteração. Dentre os debates já ventilados, estão:

  • 17/10 (segunda-feira): debate da Rede TV!
  • 22/10 (sábado): debate de CNN, SBT, Veja, O Estado de S. Paulo, NovaBrasil FM e Terra
  • 28/10 (sexta-feira): debate da TV Globo

O pool que inclui Band, Folha, UOL e Cultura ainda não divulgou data do debate do segundo turno.

Por que alguns debates foram cancelados?

Outros veículos já cancelaram anteriormente debates que haviam planejado, como as rádios Jovem Pan e CBN.

Um grupo que incluía os jornais O Globo, Valor, Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo e os portais UOL e G1 - os mesmos que compõem o "consórcio de imprensa" criado para levantar dados na pandemia da covid-19 - também cancelou o debate marcado para 14 de setembro. O motivo, segundo os veículos, foi a falta de confirmação de três dos quatro primeiros colocados nas pesquisas.

LEIA TAMBÉM: Maurício Moura: as bases de Lula e Bolsonaro não ganham eleição

A rede de TV CNN faria também um debate sozinha em agosto, mas cancelou o evento e se juntou a outros veículos em um pool para debate em setembro.

Com a dificuldade de atrair sobretudo Lula e Bolsonaro, os dois candidatos líderes nas pesquisas, muitos veículos de comunicação adotaram o modelo de pool, fazendo debate de forma conjunta em vez de cada qual um evento separado.

O modelo é comum nos Estados Unidos, onde há apenas alguns debates durante a campanha e veículos os organizam conjuntamente. O formato de pool também foi usado na campanha presidencial do Brasil em 1989, a primeira após a ditadura.

Quem será convidado aos debates?

Ao todo, foram registradas junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) 12 candidaturas na disputa à Presidência da República. Mas, cada debate tem suas regras sobre quem convidar. O convite a apenas parte dos candidatos é autorizado pela Justiça Eleitoral.

A legislação eleitoral (no artigo 46 da lei 13.488/2017) somente obriga que candidatos de partidos com mais de cinco cadeiras no Congresso sejam convidados para os debates (isto é, candidatos de partidos com cinco senadores ou deputados somados).

No geral, os veículos de comunicação escolhem, além da bancada no Congresso, as pesquisas eleitorais como critério. Uma regra comum usada como divisão pelos veículos é convidar candidatos com mais de 1% das intenções de voto nas pesquisas. Mas a regra de pontuação nas pesquisas não é obrigatória.

VEJA TAMBÉM: Lula mobiliza militância e repercute mais do que Bolsonaro nas redes

No debate da Band, por exemplo, foram convidados Jair Bolsonaro (PL), Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB), todos com mais de 1% dos votos e bancada suficiente no Congresso.

Além disso, os organizadores também chamaram Felipe D'Ávila (Novo, que tem oito deputados), com limiar de 1% nas pesquisas. A última convidada foi Soraya Thronicke (União Brasil, que tem 51 deputados e sete senadores), que não chega a 1% nas pesquisas mas cujo partido possui uma das maiores bancadas no Congresso.

D'Ávila tem 1% dos votos e Thronicke, 0,1%, segundo a última pesquisa EXAME/IDEIA, de 25 de agosto.

Não foram chamados, por outro lado, candidatos com o mesmo percentual dos votos, mas sem bancada expressiva no Congresso, como Vera Lúcia (PSTU, 1% dos votos) e Pablo Marçal (Pros, 1% dos votos). Os demais candidatos que pontuam 0,1% também não foram convidados.

Até o momento, os candidatos à Presidência são:

Quando será a eleição e qual é o último debate?

O último debate marcado para o 1º turno é o da TV Globo, em 29 de setembro. O debate ocorre numa quinta-feira, três dias antes da eleição, em 2 de outubro, no domingo.

A TV Globo também realiza o último debate do 2º turno, em 28 de outubro. O debate ocorre numa sexta-feira, dois dias antes da eleição, em 30 de outubro, um domingo.

O segundo turno ocorre se nenhum candidato obtiver maioria de votos (50% dos votos válidos mais um voto). A eleição presidencial vai para o 2º turno com os dois candidatos mais votados.

*A página poderá ser atualizada com novas informações sobre datas dos debates à Presidência.


Veja como foram as últimas pesquisas eleitorais de 2022: