A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Sessão de debates na Câmara durou 42h e teve 273 discursos

A sessão de debates sobre o impeachment de Dilma Rousseff foi a mais longa na história da Câmara — durou 42 horas e teve 273 discursos. Veja como foi

São Paulo — A sessão de debates sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff foi a mais longa da história da Câmara dos Deputados. Durou 42 horas e 50 minutos; e teve 273 discursos

No ínício, ainda na sexta-feira, os 25 partidos tiveram uma hora cada um para apresentar sua posição. Essa parte levou 32 horas. Depois, cada deputado ainda pode solicitar 3 minutos para falar. A sessão só terminou às 3h40 da madrugada deste domingo.

Tanto a sexta-feira como o sábado foram marcados por negociações de bastidores. Enquanto os governistas faziam uma tentativa desesperada de salvar o mandato de Dilma, a oposição agiu no sentido de evitar entraves que prejudiquem ou retardem a votação.

A apresentação dos votos será oral. Cada deputado deverá ir ao microfone e dizer sua posição. Deve começar às 14 horas nesta tarde. Veja, a seguir, como foi a sessão de debates e acompanhe nossa cobertura ao longo do dia aqui em EXAME.com.

17/04/2016 - 07:33

Sessão de debates na Câmara terminou às 3h40

A sessão de debates sobre o impeachment de Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados terminou às 3h40 da madrugada de domingo, após 273 discursos. Foram mais de 42 horas de sessão, a mais longa da história da Câmara.

16/04/2016 - 23:57

Ao vivo

Continue acompanhando a sessão da Câmara sobre o impeachment de Dilma Rousseff no vídeo abaixo.

https://youtube.com/watch?v=zbhB_qmnu7k

16/04/2016 - 23:10

O deputado Irajá Abreu é um dos poucos da bancada, formada por 38 deputados, que ainda apoia a presidente.

Dilma recebe deputado do PSD ainda contrário ao impeachment

16/04/2016 - 22:37

O pedido de policiamento busca principalmente proteger a família do deputado.

Cunha recebe ameaça por telefone e pede reforço de segurança

16/04/2016 - 22:29

Neste momento, há 10 indecisos, 20 não responderam e 2 prováveis ausências, segundo levantamento realizado pelo Grupo Estado.

Placar do impeachment mostra 348 votos pela saída de Dilma

16/04/2016 - 21:52

Cerca de duas mil pessoas encontram-se do lado esquerdo do Congresso Nacional na área reservada para as manifestações contra o impeachment.

Parlamentares do PT se unem a manifestantes no Congresso

16/04/2016 - 21:25

Os parlamentares discutiram por mais de 35 horas ininterruptas.

Sessão do impeachment é a mais longa da história da Câmara

16/04/2016 - 21:02

Centenas de pessoas se reúnem neste momento na Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro, onde ocorre o ato Carnaval Pela Democracia - Não Vai Ter Golpe. 

Ato contra o impeachment reúne 60 blocos de carnaval no Rio

16/04/2016 - 20:14

16/04/2016 - 20:04

16/04/2016 - 19:47

16/04/2016 - 19:38

16/04/2016 - 19:33

16/04/2016 - 19:12

Tempo parlamentar

Cada parlamentar poderá falar por até 3 minutos e os discursos serão alternados entre os que são contra e a favor do impedimento da petista.

Dos 249 inscritos, 170 são pró e apenas 79 são contra. Contudo, 60 deputados abriram mão da palavra para não atrasar o cronograma.

Acompanhe a discussão individual ao vivo:

https://youtube.com/watch?v=zbhB_qmnu7k

16/04/2016 - 19:06

Sessão aberta

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, encerrou a sessão -- dos 25 partidos, 24 falaram durante 1 hora cada.

A partir de agora, os parlamentares fazem suas considerações individuais sobre o processo que pode destituir a presidente Dilma Rousseff.

16/04/2016 - 19:02

Manifestação

Parlamentares pró-impeachment fazem passeata no salão verde do Plenário neste momento. Eles gritam "Adeus, Dilma" e "Viva o Brasil" pelos corredores do local. 

16/04/2016 - 18:39

16/04/2016 - 18:12

Com a palavra, o último partido

Após exaustantes 33 horas de debate, chega a vez do último partido: PMB.

A legenda pode falar por uma hora.

16/04/2016 - 17:47

Os deputados debatem por mais de 32 horas. Outros dois partidos devem falar.

16/04/2016 - 17:33

24% dos deputados deixarão de falar para abreviar sessão

De acordo com portal G1, cerca de 60 deputados abriram mão de falar na sessão de hoje para garantir o horário previsto para a votação deste domingo, às 14h.

16/04/2016 - 17:01

32 horas de discussão

Faltam três partidos.

16/04/2016 - 16:47

Veja quem falará a favor do impeachment

Veja quem é favorável:

1- Vanderlei Macris (PSDB-SP)
2 - Cabo Sabino (PR-CE)
3 - Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE)
4 - Paulo Feijó (PR-RJ)
5 - Rogério Marinho (PSDB-RN)
6 – Geraldo Resende (PSDB-MS)
7 – Fábio Sousa (PSDB-GO)
8 – Claudio Cajado (DEM-BA)
9 – Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR)
10 – Roberto Alves (PRB-SP)
11 – Arolde de Oliveira (PSC-RJ)
12 – Jorge Tadeu Mudalen (DEM-SP)
13 – Hélio Leite (DEM-PA)
14 – Missionário José Olimpio (DEM-SP)
15 – Rocha (PSDB-AC)
16 – Sandro Alex (PSD-PR)
17 – Nelson Marchezan Junior (PSDB-RS)
18 – Herculano Passos (PSD-SP)
19 – Silvio Torres (PSDB-SP)
20 – Paulo Foletto (PSB-ES)
21 – Altineu Côrtes (PMDB-RJ)
22 – Arnaldo Jardim (PPS-SP)
23 – Takayama (PSC-PR)
24 – João Rodrigues (PSD-SC)
25 – Rodrigo Maia (DEM-RJ)
26 – Elmar Nascimento (DEM-BA)
27 – Efraim Filho (DEM-PB)
28 – Paulo Martins (PSDB-PR)
29 – Dr. João (PR-RJ)
30 – Giovani Cherini (PDT-RS)
31 – José Carlos Aleluia (DEM-BA)
32 – Moroni Torgan (DEM-CE)
33 – Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO)
34 – César Halum (PRB-TO)
35 – Samuel Moreira (PSDB-SP)
36 – Rodrigo Garcia (DEM-SP)
37 – Luis Carlos Heinze (PP-RS)
38 – Arthur Virgílio Bisneto (PSDB-AM)
39 – Felipe Maia (DEM-RN)
40 – Nilson Leitão (PSDB-MT)
41 – Eduardo Cury (PSDB-SP)
42 – Goulart (PSD-SP)
43 – Floriano Pesaro (PSDB-SP)
44 – Marcos Rogério (DEM-RO)
45 – João Gualberto (PSDB-BA)
46 – Vitor Valim (PMDB-CE)
47 – Pedro Cunha Lima (PSDB-PB)
48 – Professor Victório Galli (PSC-MT)
49 – Duarte Nogueira (PSDB-SP)
50 – Izalci (PSDB-DF)
51 – Mauro Pereira (PMDB-RS)
52 – Jair Bolsonaro (PSC-RJ)
53 – Rodrigo Martins (PSB-PI)
54 – Onyx Lorenzoni (DEM-RS)
55 – Valdir Colatto (PMDB-SC)
56 – João Paulo Papa (PSDB-SP)
57 – Flavinho (PSB-SP)
58 – Pedro Vilela (PSDB-AL)
59 – Edinho Araújo (PMDB-SP)
60 – Alceu Moreira (PMDB-RS)
61 – Carmen Zanotto (PPS-SC)
62 – Betinho Gomes (PSDB-PE)
63 – Arthur Oliveira Maia (PPS-BA)
64 – Evandro Roman (PSD-PR)
65 – Capitão Augusto (PR-SP)
66 – Afonso Hamm (PP-RS)
67 – Major Olimpio (SD-SP)
68 – Delegado Waldir (PR-GO)
69 – Marcus Pestana (PSDB-MG)
70 – Delegado Edson Moreira (PR-MG)
71 – Alexandre Baldy (PTN-GO)
72 – Alexandre Serfiotis (PMDB-RJ)
73 – Julio Lopes (PP-RJ)
74 – Otavio Leite (PSDB-RJ)
75 – Átila Lins (PSD-AM)
76 – Arnaldo Jordy (PPS-PA)
77 – Francisco Floriano (DEM-RJ)
78 – Heitor Schuch (PSB-RS)
79 – Giuseppe Vecci (PSDB-GO)
80 – Sergio Vidigal (PDT-ES)
81 – Joaquim Passarinho (PSD-PA)
82 – Danilo Forte (PSB-CE)
83 – Jose Stédile (PSB-RS)
84 – Renato Molling (PP-RS)
85 – Max Filho (PSDB-ES)
86 – Rodrigo de Castro (PSDB-MG)
87 – Keiko Ota (PSB-SP)
88 – Vitor Lippi (PSDB-SP)
89 – Luciano Ducci (PSB-PR)
90 – Osmar Terra (PMDB-RS)
91 – Carlos Marun (PMDB-MS)
92 – Darcísio Perondi (PMDB-RS)
93 – João Paulo Kleinübing (PSD-SC)
94 – Célio Silveira (PSDB-GO)
95 – Moses Rodrigues (PMDB-CE)
96 – Laercio Oliveira (SD-SE)
97 – Alex Manente (PPS-SP)
98 – Eliziane Gama (PPS-MA)
99 – Caio Narcio (PSDB-MG)
100 – Cabo Daciolo (PTdoB-RJ)
101 – Carlos Melles (DEM-MG)
102 – Ricardo Izar (PP-SP)
103 – Covatti Filho (PP-RS)
104 – Daniel Coelho (PSDB-PE)
105 – Carlos Sampaio (PSDB-SP)
106 – Carlos Gomes (PRB-RS)
107 – Luiz Lauro Filho (PSB-SP)
108 – Alex Canziani (PTB-PR)
109 – Fabio Garcia (PSB-MT)
110 – Alberto Fraga (DEM-DF)
111 – Irmão Lazaro (PSC-BA)
112 – Daniel Vilela (PMDB-GO)
113 – Geovania de Sá (PSDB-SC)
114 – Rogério Peninha Mendonça (PMDB-SC)
115 – Shéridan (PSDB-RR)
116 – Franklin Lima (PP-MG)
117 – Flaviano Melo (PMDB-AC)
118 – Felipe Bornier (PROS-RJ)
119 – Domingos Sávio (PSDB-MG)
120 – Tampinha (PSD-MT)
121 – Uldurico Junior (PV-BA)
122 – Ezequiel Teixeira (PTN-RJ)
123 – Mário Heringer (PDT-MG)
124 – Eros Biondini (PROS-MG)
125 – Mariana Carvalho (PSDB-RO)
126 – Rafael Motta (PSB-RN)
127 – Maurício Quintella Lessa (PR-AL)
128 – Expedito Netto (PSD-RO)
129 – Rôney Nemer (PP-DF)
130 – Bruno Covas (PSDB-SP)
131 – Fábio Ramalho (PMDB-MG)
132 – Paulo Azi (DEM-BA)
133 – Júlia Marinho (PSC-PA)
134 – Maria Helena (PSB-RR)
135 – JHC (PSB-AL)
136 – Baleia Rossi (PMDB-SP)
137 – Diego Garcia (PHS-PR)
138 – Fernando Francischini (SD-PR)
139 – Josi Nunes (PMDB-TO)
140 – Remídio Monai (PR-RR)
141 – Abel Mesquita Jr. (DEM-RR)
142 – Mendonça Filho (DEM-PE)
143 – Ronaldo Nogueira (PTB-RS)
144 – Heuler Cruvinel (PSD-GO)
145 – Luiz Carlos Ramos (PTN-RJ)
146 – Alfredo Kaefer (PSL-PR)
147 – Mara Gabrilli (PSDB-SP)
148 – Renzo Braz (PP-MG)
149 – Evair de Melo (PV-ES)
150 – Hildo Rocha (PMDB-MA)
151 - Bonifácio de Andrada (PSDB-MG)
152 – Mauro Mariani (PMDB-SC)
153 – Carlos Manato (SD-ES)
154 – Simão Sessim (PP-RJ)
155 – Átila Lira (PSB-PI)
156 – Raquel Muniz (PSD-MG)
157 - Elizeu Dionizio (PSDB-MS)
158 – Vinicius Carvalho (PRB-SP)
159 – Kaio Maniçoba (PMDB-PE)
160 – Roberto Sales (PRB-RJ)
161 – Miro Teixeira (REDE-RJ)
162 – Marco Tebaldi (PSDB-SC)
163 – Heráclito Fortes (PSB-PI)
164 – Marcelo Belinati (PP-PR)
165 – Victor Mendes (PSD-MA)
166 – Delegado Éder Mauro (PSD-PA)
167 – Cesar Souza (PSD-SC)
168 – Alexandre Valle (PR-RJ)
169 – Sérgio Moraes (PTB-RS)
170 – Andre Moura (PSC-SE)

16/04/2016 - 16:45

Veja quem falará contra o impeachment

Os deputados inscritos na noite de ontem devem falar nas próximas horas. 

Cada parlamentar poderá falar por até 3 minutos, e os discursos serão alternados entre os que são contra e a favor ao impedimento da petista.

Veja quem fala contra:

1 - Jorge Solla (PT-BA)
2 – Maria do Rosário (PT-RS)
3 – Alice Portugal (PCdoB-BA)
4 – Margarida Salomão (PT-MG)
5 –Davidson Magalhães (PCdoB-BA)
6 – Janete Capiberibe (PSB-AP)
7 – Erika Kokay (PT-DF)
8 – Afonso Motta (PDT-RS)
9 – Bohn Gass (PT-RS)
10 – Moema Gramacho (PT-BA)
11 – Pedro Uczai (PT-SC)
12 – Angelim (PT-AC)
13 – Adelmo Carneiro Leão (PT-MG)
14 – Chico D’Angelo (PT-RJ)
15 – Glauber Braga (Psol-RJ)
16 – Givaldo Vieira (PT-ES)
17 – Luiz Sérgio (PT-RJ)
18 – Caetano (PT-BA)
19 – Wadih Damous (PT-RJ)
20 – Pepe Vargas (PT-RS)
21 – Luiza Erundina (Psol-SP)
22 – Henrique Fontana (PT-RS)
23 – Luizianne Lins (PT-CE)
24 – Leo de Brito (PT-AC)
25 – Valmir Assunção (PT-BA)
26 – Helder Salomão (PT-ES)
27 – Ana Perugini (PT-SP)
28 – Zé Carlos (PT-MA)
29 – Padre João (PT-MG)
30 – Luiz Couto (PT-PB)
31 – Benedita da Silva (PT-RJ)
32 – Nilto Tatto (PT-SP)
33 – Waldenor Pereira (PT-BA)
34 – Jô Moraes (PCdoB-MG)
35 – Rejane Dias (PT-PI)
36 – Chico Alencar (Psol-RJ)
37 – Beto Faro (PT-PA)
38 – Valmir Prascidelli (PT-SP)
39 – Paulo Pimenta (PT-RS)
40 – Weverton Rocha (PDT-MA)
41- Marco Maia (PT-RS)
42- Jandira Feghali (PCdoB-RJ)
43- Zé Geraldo (PT-PA)
44- Luciana Santos (PCdoB-PE)
45- Enio Verri (PT-PR)
46- Marcon (PT-RS)
47- Zeca Dirceu (PT-PR)
48- Orlando Silva (PCdoB-SP)
49- Carlos Zarattini (PT-SP)
50- João Daniel (PT-SE)
51- Vicente Candido (PT-SP)
52- Andres Sanchez (PT-SP)
53- Alessandro Malon (REDE-RJ)
54- Sibá Machado (PT-AC)
55- José Guimarães (PT-CE)
56- Reginaldo Lopes (PT-MG)
57- Professora Marcivania (PCdoB-AP)
58- Jean Wyllys (PSOL-RJ)
59- Ivan Valente (PSOL-SP)
60- Edmilson Rodrigues (PSOL-PA)
61 – Leônidas Cristino (PDT-CE)
62 – Vicentinho (PT-SP)
63 – Décio Lima (PT-SC)
64 – Ságuas Moraes (PT-MT)
65 – Fernando Torres (PSD-BA)
66 – Assis Carvalho (PT-PI)
67 – José Carlos Araújo (PR-BA)
68 – José Airton Cirilo (PT-CE)
69 – Paulão (PT-AL)
70 – Odorico Monteiro (PROS-CE)
71 – Bebeto (PSB-BA)
72 – Rubens Otoni (PT-GO)
73 – José Mentor (PT-SP)
74 – Patrus Ananias (PT-MG)
75 – Adail Carneiro (PP-CE)
76 – Pompeo de Mattos (PDT-RS)
77 – Paulo Teixeira (PT-SP)
78 – Arlindo Chinaglia (PT-SP)
79 – Aliel Machado (Rede-PR)

16/04/2016 - 16:29

Debate já dura mais de 30 horas

Ainda faltam 3 partidos.

16/04/2016 - 16:27

O que diz a presidente sobre o impeachment

16/04/2016 - 16:23

Dilma se defende em rede social

A presidente Dilma Rousseff está usando sua página oficial no Facebook para fazer sua defesa.

Nas publicações, a petista diz que não há base legal para um processo de impeachment, já que não teria cometido um crime de responsabilidade.

"Não há contra mim qualquer denúncia de corrupção ou desvio de dinheiro público. Jamais impedi investigação contra quem quer que fosse. Meu nome não está em nenhuma lista de propina. Tampouco sou suspeita de qualquer delito contra o bem comum", diz o texto divulgado na rede social.

16/04/2016 - 16:20

Enquanto isso em Brasília...

16/04/2016 - 16:17

Defesa

A presidente Dilma Rousseff e seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, lançaram uma dura ofensiva neste sábado e costuravam negociações para tentar barrar o julgamento do impeachment da chefe de Estado que a Câmara dos Deputados se prepara para votar este domingo.

"Querem condenar uma inocente e salvar os corruptos", denunciou Dilma, enquanto Lula, líder histórico da esquerda brasileira afirmava em um ato diante de mais de mil simpatizantes em Brasília que "a elite brasileira não gosta da democracia".

Dilma e Lula lançam dura ofensiva para barrar impeachment

16/04/2016 - 15:40

Crise brasileira x crise argentina

Em artigo de Brian Winter, a publicação encontra semelhanças entre o movimento "Que se vayan todos" na Argentina e o desejo atual no Brasil de promover um grande "recomeço" na política.

Veja os detalhes.

Revista nos EUA compara crise do Brasil à crise argentina

16/04/2016 - 15:30

A todo vapor

Debates na Câmara passam de 30 horas. 

Os parlamentares da REDE estão com a palavras. Faltam ainda 4 partidos para falar.

16/04/2016 - 14:23

Denúncia

Partidos de oposição vão à Polícia Federal neste sábado para apresentar uma denúncia crime contra a presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Lula e governadores que estão atuando para angariar votos favoráveis ao governo.

PPS, DEM, PTB, PSDB e PSC acusam o governo de praticar corrupção ativa, corrupção passiva e desvio de finalidade. A denúncia será apresentada para a PF porque a Procuradoria-Geral da República (PGR) não tem plantão no fim de semana.

Oposição denuncia distribuição de cargos em troca de votos

16/04/2016 - 13:58

Em tempo

O debate na Câmara já soma 29 horas e 20 partidos já fizeram suas considerações. 

Faltam agora, cinco bancadas.

Posteriormente, cada um dos 249 deputados inscritos terão 3 minutos para falar.

16/04/2016 - 13:47

MST prepara paralisação nacional

No tempo em que os partidos ainda discursam na Câmara, desde às 9h de ontem, João Pedro Stédile, membro da direção nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), afirmou neste sábado, 16, que, se o impeachment da presidente Dilma Rousseff passar no domingo, 17, na Câmara, os movimentos sociais precisam organizar uma grande paralisação nacional para os próximos dias.

Se impeachment passar devemos paralisar a nação, diz Stédile

16/04/2016 - 12:10

DEM ocupa a tribuna

A sessão que já dura 27 horas, dá a palavra para os deputados do DEM. Eles podem discursar por até uma hora.

Outras seis bancadas devem falar.

16/04/2016 - 11:58

Atraso

Apesar do atraso na sessão que dá voz aos líderes partidários - que já soma mais de 26 horas de duração - o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, afirmou que a reunião deste domingo (17) - que vota a abertura do processo de impeachment contra Dilma  permanece marcada para às 14h.

16/04/2016 - 11:29

Temer retruca mensagem de Dilma

O vice-presidente Michel Temer usou a sua conta no Twitter para rebater o discurso da presidente Dilma Rousseff, divulgado em vídeo.

Veja o que diz o peemedebista.

Michel Temer diz que Dilma comete 'mentira rasteira'

16/04/2016 - 11:10

Saldo de sessão já soma 25h

A sessão, que começou às 9h de ontem, já dura mais de 25 horas.

Cada legenda tem o direito de discursar por até uma hora. Ainda faltam 7 partidos.

Os deputados do PSOL falam agora pelo partido. A legenda é a 19ª a falar na tribuna.

16/04/2016 - 10:49

Veja a mensagem gravada pela presidente

A ideia inicial do governo de Dilma Rousseff era fazer um pronunciamento na televisão na noite de ontem (15). Contudo, a Justiça de Brasília impediu a convocação.

Assim, ficou para o YouTube e outras redes sociais o vídeo em que a presidente fala contra o processo de impeachment na Câmara.

Dilma faz pronunciamento contra impeachment; assista

16/04/2016 - 10:48

Ordem de chamada

Veja a ordem para chamada dos deputados na votação do Impeachment deste domingo (17).

 

 

 

16/04/2016 - 10:22

Vitória garantida?

Amanhã, a Câmara dos Deputados decide o futuro do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Se aprovado por dois terços da Casa, a denúncia segue para o Senado – onde nova votação define a abertura de um julgamento contra a petista.

Até ontem, algumas consultorias políticas davam praticamente como certa a vitória da oposição com a aprovação do impeachment na Câmara.

No entanto, o governo de Dilma Rousseff ainda não se deu por vencido.

Até que ponto impeachment na Câmara já está ganho?

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também