Brasil
Acompanhe:

Homem que destruiu relógio de Dom João VI é preso pela PF

Antônio Cláudio Alves Ferreira foi filmado pelo circuito de segurança do Planalto. Ele derruba o relógio e ainda tenta destruir a câmera de vigilância do prédio

A ordem de prisão foi expedida pelo ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal (STF) (Youtube/Reprodução)

A ordem de prisão foi expedida pelo ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal (STF) (Youtube/Reprodução)

E
Estadão Conteúdo

24 de janeiro de 2023, 08h27

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta segunda-feira, 23, o homem que derrubou o relógio de pêndulo de Dom João VI ao invadir o Palácio do Planalto. Ele foi encontrado em Uberlândia, no interior de Minas Gerais.

Antônio Cláudio Alves Ferreira foi filmado pelo circuito de segurança do Planalto. Ele derruba o relógio e ainda tenta destruir a câmera de vigilância do prédio.

A ordem de prisão foi expedida pelo ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal (STF), na investigação sobre os atos golpistas que aconteceram no dia 8 de janeiro no Distrito Federal.

De acordo com as primeiras informações divulgadas pela PF, Ferreira não deve ser transferido para Brasília, onde estão os outros presos investigados no mesmo inquérito. Ele vai passar por audiência de custódia virtual e, inicialmente, vai ficar preso em Uberlândia.

O relógio foi um presente da Corte francesa para Dom João VI. Ele foi trazido ao Brasil em 1808 e é uma das duas peças do relojoeiro Balthazar Martinot existentes.

COM A PALAVRA, A DEFESA

Até a publicação deste texto, a reportagem buscou contato com a defesa de Antônio Cláudio Alves Ferreira, mas sem sucesso. O espaço está aberto para manifestação.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

LEIA TAMBÉM: