Governo do RS: por 2,5 mil votos, Eduardo Leite vai ao segundo turno com Onyx Lorenzoni

Quinto maior colégio eleitoral do país, o estado do Rio Grande do Sul teve dez nomes disputando o cargo de governador nas eleições de 2022
Eduardo Leite (PSDB) e Onyx Lorenzoni (PL): atual governador ficou na segunda posição no primeiro turno (Eduardo Leite/Divulgação/Romério Cunha/Casa Civil/Reprodução)
Eduardo Leite (PSDB) e Onyx Lorenzoni (PL): atual governador ficou na segunda posição no primeiro turno (Eduardo Leite/Divulgação/Romério Cunha/Casa Civil/Reprodução)
Carla Aranha
Carla Aranha

Publicado em 02/10/2022 às 22:16.

Última atualização em 02/10/2022 às 22:46.

Os candidatos Eduardo Leite (PSDB) e Onyx Lorenzoni (PL) vão disputar o segundo turno das eleições 2022 para o governo do Rio Grande do Sul, de acordo com dados de apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com 100% das urnas apuradas, Lorenzoni obteve 37% dos votos válidos (2.381.989 votos). Já Leite, o atual governador, recebeu 26,81% (1.702.761 votos) em uma disputa dramática, com desvantagem de 2,5 mil votos para Edegar Pretto (PT), que somou 26,77% dos votos válidos. (1.700.270).

Clique aqui para ver o resultado das eleições 2022 no Brasil e em todos os estados

O pleito para o governo do Rio Grande do Sul, quinto maior colégio eleitoral do país, vai novamente para o segundo turno. Em 2018, a decisão ficou entre Eduardo Leite (PSDB), eleito governador com 53,62% dos votos válidos, e José Ivo Sartori, do MDB (46,38%).

VEJA O RESULTADO COMPLETO DA VOTAÇÃO NO RIO GRANDE DO SUL

Quinto maior colégio eleitoral do país, o pleito no estado do Rio Grande do Sul em 2022 teve dez nomes disputando o cargo de governador:

  • Argenta (PSC)
  • Carlos Messalla (PCB)
  • Edegar Pretto (PT)
  • Eduardo Leite (PSDB)
  • Luiz Eduardo Heinze (PP)
  • Onyx Lorenzoni (PL)
  • Rejane de Oliveira (PSTU)
  • Ricardo Jobim (Novo)
  • Vicente Bogo (PSB)
  • Vieira da Cunha (PDT)

Quando é o segundo turno?

Para o cargo de governador, quando nenhum dos candidatos atinge 50% mais um dos votos válidos, a eleição vai para o segundo turno. Em 2022, a segunda etapa de votação é no dia 30 de outubro. Dessa vez, o fuso horário para a votação é um só em todo o país, o de Brasília, das 8h às 17h.

Não foi votar? Como justificar ausência do voto

Quem não pode justificar a ausência no dia do primeiro turno da eleição tem o prazo de até 60 dias após cada turno para regularizar a situação eleitoral sem o pagamento da multa. Os canais para realizar o procedimento online são o e-Título e o Sistema Justifica. Nesse caso, além de preencher o requerimento, é necessário anexar documentos que comprovem o motivo alegado, pois a justificativa não é automática e poderá ser ou não concedida pelo juiz eleitoral.

Quem não votou no primeiro turno, pode votar no segundo?

O eleitor que não votou no primeiro turno das eleições de 2022 pode e deve votar no segundo turno. Segundo o TSE, cada turno é tratado como uma eleição independente pela Justiça Eleitoral. Isso significa que uma pessoa que não votou no primeiro turno não é proibida de ir às urnas no segundo, desde que seu título eleitoral esteja regular.

Quem é obrigado a votar e justificar a ausência

O voto é obrigatório para eleitoras e eleitores alfabetizadas, com idades entre 18 e 70 anos. O voto é facultativo para maiores de 16 anos e menores de 18 anos; maiores de 70 anos; e, analfabetos.

LEIA TAMBÉM