Brasil
Acompanhe:

Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

ÀS SETE - No fim de semana, os Estados Unidos subiram o tom das críticas ao governo de Nicolás Maduro, na Venezuela

Rex Tillerson: “não se pode tolerar que a Venezuela não seja uma democracia”

Rex Tillerson: “não se pode tolerar que a Venezuela não seja uma democracia”

E
EXAME Hoje

5 de fevereiro de 2018, 07h17

Homem executado dentro de ambulância

Em mais uma noite de episódios de violência no Rio de Janeiro, um homem foi executado com diversos tiros dentro de uma ambulância, em frente a um hospital, na Zona Oeste da cidade. Segundo informações da Polícia Militar, o crime ocorreu na Rua Guarulhos, na lateral do Hospital Albert Shweitzer, em Realengo, no fim da noite de sábado. A ambulância que levava o paciente foi interceptada por um carro ocupado por quatro homens carregando fuzis. O paciente chegava ao hospital trazido de outra unidade de saúde onde tinha passado por um exame médico. Os criminosos ordenaram que o motorista deixasse da ambulância e fizeram vários disparos contra o doente.

Às Sete – um guia rápido para começar seu dia

Leia também estas outras notícias da seção Às Sete e comece o dia bem informado:

Cartórios podem emitir passaporte e RG

Os cartórios brasileiros podem agora iniciar o processo de emissão do registro de identidade e de passaportes, segundo o jornal O Estado de S. Paulo. Para que os estabelecimentos possam emitir o RG, devem fazer convênio com a Secretaria de Segurança Pública de cada Estado. Para o passaporte, é preciso associar-se com a Polícia Federal e a Associação Nacional dos Cartórios de Registro Natural. Os acordos dos cartórios devem passar por análise e homologação do Poder Judiciário. No caso dos convênios locais, é função das corregedorias dos tribunais estaduais.

Derrota de Correa no Equador

Cerca de 10 milhões de equatorianos foram às urnas neste domingo para, entre outras questões, votar a possibilidade de reeleições sem limite no país. Segundo resultados parciais divulgados pelo Conselho Nacional Eleitoral, com 60% das seções apuradas à 1h15 de Brasília, a reeleição vinha sendo derrotada por 65% dos eleitores, enterrando a chance do ex-presidente Rafael Correa tentar uma nova eleição no país. Rafael Correa não pôde votar, já que havia transferido seu título de eleitor para a Bélgica, onde pensava passar a residir. Assim, compareceu a um centro eleitoral em Guayaquil para justificar sua ausência.

Tillerson contra Maduro

Os Estados Unidos subiram o tom das críticas ao governo de Nicolás Maduro, na Venezuela. O secretário de Estado americano, Rex Tillerson, disse neste domingo, em Buenos Aires, que “não se pode tolerar que a Venezuela não seja uma democracia”. Tillerson afirmou que sua viagem pela América Latina pretende “buscar soluções que acelerem o fim da situação porque a crise humanitária a está transformando em algo cada vez mais obscuro”. “Temos de chegar a um final mais rápido. Estamos olhando novas opções, mas temos preocupação em não afetar também outros países”, afirmou. Depois da Argentina, Tillerson segue para o Peru e a Colômbia.

Surpresa no Super Bowl

O inesperado aconteceu na noite deste domingo, em uma das finais mais emocionantes em 52 edições do Super Bowl. O Philadelphia Eagles superou o New England Patriots após dois anos de hegemonia da equipe comandada por Tom Brady, um dos maiores nomes da história da NFL. Com uma estratégia impecável de anular o famoso quarterback, os Eagles conquistaram pela primeira vez o troféu Vince Lombardi pelo placar de 41 a 33. Os Eagles disputaram o Super Bowl em outras duas oportunidades, ficando com o vice-campeonato. Em 1980, perderam para o Oakland Raiders e, em 2004, a derrota foi justamente para o New England Patriots – desde então, o único remanescente daquele primeiro confronto em finais é Tom Brady.