Eleição para governo do Amazonas custará R$ 18,5 milhões

Conforme os prazos definidos TRE, os amazonenses votarão no próximo dia 6 de agosto para escolher novo governador

As propagandas eleitorais para escolher o novo governador do Amazonas serão feitas entre 20 de junho e 4 de agosto.

No segundo turno, se houver, a propaganda será entre 7 e 26 de agosto.

Para o pleito suplementar será destinado um orçamento de 18,5 milhões, considerando os dois turnos.

Conforme os prazos definidos hoje (12) pelo Tribunal Regional Eleitoral, os amazonenses voltam as urnas no próximo dia 6 de agosto para escolher novo governador.

O segundo turno, se houver, vai ocorrer no dia 27 de agosto, último domingo do mês.

As convenções partidárias para a escolha das coligações e definir os candidatos ocorrerão entre 12 e 16 de junho de 2017.

O Estado do Amazonas passa por eleições suplementares para escolher os substitutos de José Melo, do PROS, e de Henrique Oliveira, do Solidariedade, que tiveram os mandatos de governador e vice cassados na última semana.

Ele são acusados de compra de votos nas eleições de 2014.

Os amazonenses devem ficar atentos para regularizar o título de eleitor até o dia 7 de junho, 60 dias antes do pleito.

O Amazonas tem cerca de 3,3 milhões de eleitores. Mais da metade, 1,2 milhão residem na capital, Manaus.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.