CNDL: inadimplência no comércio deve aumentar este ano

Perspectiva de aumento dos juros e da inflação devem pressionar pagamentos das prestações

Brasília - A inadimplência no comércio deve aumentar este ano, por causa da perspectiva de alta da taxa de juros e da inflação, afirmou hoje (13) o economista da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) Fernando Sasso.

“Devemos ter nos quatro primeiros meses deste ano uma alta de 5% na inadimplência como reflexo das compras de Natal, e ao longo do ano devemos ficar numa faixa entre 2,5% e 4%”, disse. No ano passado, a taxa apresentou queda de 1,85%, na comparação com 2009.

Em relação às vendas do comércio varejista no ano passado, ele afirmou que o faturamento deverá crescer 12%, o maior dos últimos seis anos. Segundo Sasso, a expectativa é que o Natal de 2010 seja o melhor dos últimos anos. Até o fim deste mês, a CNDL deve ter os números fechados do faturamento real.

“O consumidor se sentiu mais confiante na economia, houve um crescimento do emprego formal, recuperação da massa salarial e o principal fator foi a inserção das classes C e D no mercado consumidor”, justificou Sasso.

Ele informou ainda que, segundo dados da consultoria Dataconsumer, essas classes representaram 85% do consumo do ano passado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.