Bolsonaro sinaliza novas trocas, após indicar general para CEO da Petrobras

"Na semana que vem teremos mais", afirmou presidente em formatura de cadetes em Campinas

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que pretender fazer novas "trocas de peças" na próxima semana. A declaração, feita em formatura de cadetes em Campinas, ocorre após a demissão do presidente da Petrobras Roberto Castello Branco e nomeação do general Joaquim Silva e Luna para assumir o cargo.

"Eu tenho que governar, trocar as peças, que porventura, não estejam dando certo. E se a imprensa está preocupada com a troca de ontem (19), na semana que vem teremos mais", afirmou o Bolsonaro.

A demissão de Castello Branco, na sexta-feira, 19, ocorreu após desentendimentos sobre a política de preços da estatal. Segundo o presidente, o aumento de preços da gasolina e do diesel, feito para equiparar aos praticados no mercado internacional, foi "fora da curva".

A interferência política do governo, que vinha sofrendo pressões de caminhoneiros, na estatal causou forte reação negativa no mercado financeiro. Ainda sem a demissão de Castello Branco confirmada, as ações ordinárias da Petrobras (PETR3) despencaram 7,92% e as preferenciais (PETR4), 6,63%.

Após a confirmação da saída do presidente da empresa, as ADRs (forma como suas ações são negociadas nos Estados Unidos) da Petrobras caíram mais 7,06% no pré-mercado americano.

Sob o comando de Castello Branco, a Petrobras vinha gerando grande otimismo no mercado, especialmente em função da política de desinvestimento em aéreas consideradas não-essenciais, como refinarias e campos menores.

Para investidores, a interferência de Bolsonaro vai além do futuro da companhia. Com a inclinação ao que chamam de "populismo fiscal", também crescem as preocupações sobre o andamento de reformas e até mesmo sobre a permanência de Paulo Guedes no Ministério da Economia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.