ANTT vai contratar consultoria ambiental para trem-bala

Os estudos ambientais para obtenção da licença ambiental prévia do projeto do TAV são de responsabilidade do governo, não do consórcio vencedor do leilão, disse a ANTT
O trem-bala ligará as cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas (ChinaFotoPress/Getty Images)
O trem-bala ligará as cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas (ChinaFotoPress/Getty Images)
S
Silvana MautonePublicado em 13/06/2011 às 17:17.

São Paulo - A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) abriu um processo de licitação para contratar uma consultoria que realize estudos ambientais para o projeto do Trem de Alta Velocidade (TAV). A duração estimada do contrato é de 15 meses. Os recursos para a contratação da consultoria virão de um financiamento solicitado ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Segundo a assessoria de imprensa da ANTT, os estudos ambientais para obtenção da licença ambiental prévia do projeto do TAV são de responsabilidade do governo, não do consórcio vencedor do leilão. Por isso foi aberta a licitação para a contratação da consultoria. "A consultoria vai identificar soluções para as eventuais interferências do TAV com as estradas, linhas de transmissão e outras que ocorrerem", afirma a assessoria da ANTT.

Os interessados devem encaminhar uma série de documentos até as 17 horas de 4 de julho (a lista de documentos está disponível no site da ANTT). Será feita uma pré-seleção de até seis candidatos, que por sua vez deverão apresentar propostas técnicas até agosto. O vencedor será escolhido pelo critério "Seleção Baseada em Qualidade e Custo".

O trem-bala ligará as cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas. Ele terá cerca de 510 km de extensão e atravessará cerca de 40 municípios. O leilão está marcado para o próximo dia 29 de julho, sendo 11 de julho a data limite para a entrega das propostas.