TVs 8k, refrigeradores e inteligência artificial: a CES 2020

Maior feira de tecnologia do planeta, em Las Vegas, dá especial atenção à privacidade dos usuários

Las Vegas — A Consumer Electronics Show, mais conhecida como CES, começa nesta terça-feira em Las Vegas, nos Estados Unidos. O maior evento de tecnologia reúne marcas de todo o mundo e é palco para o anúncio de smart TVs, carros high-tech e celulares. Em 2020, a tendência da privacidade ganha força, assim como a inteligência artificial.

A sul-coreana Samsung apresenta a linha de TVs para 2020, que chegam com a assistente de voz Alexa, da Amazon. Os usuários poderão controlar dispositivos conectados, como tomadas ou lâmpadas, com um simples comando de voz. A novidade chegará ao mercado brasileiro neste ano.

A empresa anunciou, também, que as TVs terão o Google Assistente, o assistente de voz do Google, mas ainda não há data para esse lançamento. A LG repetiu o anúncio que chamou a atenção na CES 2019. A TV que enrola e se esconde dentro de um rack, agora, ganhou preço e previsão de lançamento no mercado americano. Ela custará 60 mil dólares e chega aos Estados Unidos neste ano.

Quem se preocupa com a privacidade terá à disposição um novo aplicativo nas smart TVs da Samsung. Chamado Smart Choises, ele permite que o consumidor revise e altere configurações de privacidade que, muitas vezes, ficam enterradas em menus de configurações.

A privacidade também é uma preocupação de empresas cujo negócio é o monitoramento. A francesa Acoba, que vende câmeras, adicionou à linha de 2020 um protetor físico que pode ser fechado quando o consumidor precisar de privacidade na sua casa ou empresa.

As TVs com maior resolução continuam a ser as 8K. Mas, com a falta de conteúdo nessa qualidade de imagem, o consumidor fica limitado a vídeos em 4K que são artificialmente melhorados pelo processador do televisor para oferecer uma experiência de visualização parecida com o 8K. Esse processo, chamado upscalling, evoluiu.

Antes, ele usava um algoritmo alimentado por 8 milhões de imagens, que renderizava, cena a cena, imagens melhores. Agora, o acervo tem 10 milhões de imagens em seu banco de referências e usa um algoritmo de rede neural, que imita o processo de aprendizagem do cérebro humano e melhora conforme o uso.

A inteligência artificial está por toda parte na CES 2020. Além de viabilizar a comunicação com assistentes de voz em linguagem natural, essa tendência tecnológica permite que o refrigeradores analisem, por meio de câmeras, os ingredientes que você tem na geladeira e sugira receitas para aproveitá-los de formas criativas e saudáveis. Tanto Samsung, com a Family Hub, quanto LG, com a InstaView ThinQ, possuem refrigeradores equipados com inteligência artificial.

Entre as marcas chinesas, chama a atenção a OnePlus, que apresentou um smartphone com câmera que fica invisível graças a um vidro que cobre a lente. Como grande parte das novidades da CES, o celular ainda é apenas um protótipo, ainda que indique um caminho mais criativo para fabricantes de dispositivos móveis do que usar o notch (a barra preta que fica no topo da tela dos iPhones), como faz a Apple.

Com participação de 220 empresas, a CES 2020 estará aberta ao público de hoje até a próxima sexta-feira (10).

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.