Tribunal turco manda Facebook bloquear páginas com insultos a Maomé

A decisão foi tomada em resposta a um pedido de um promotor

Um tribunal turco mandou o Facebook bloquear páginas que contenham insultos ao profeta Maomé e ameaçou impedir o acesso total à rede social se a determinação não for cumprida, informou a mídia local.

A decisão tomada pelo tribunal no domingo (25) foi em resposta a um pedido de um promotor, de acordo com a emissora estatal TRT. Representantes do Facebook não estavam disponíveis de imediato para comentar o assunto.

Essa foi a medida mais recente adotada para inibir materiais considerados ofensivos sobre questões religiosas no país de maioria muçulmana, onde o governo do presidente Tayyip Erdogan tem defendido uma agenda islâmica.

Promotores lançaram este mês um inquérito sobre um jornal que republicou o semanário satírico francês Charlie Hebdo após um ataque de militantes islâmicos à redação do periódico em Paris.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também