Tesla acelera no terceiro trimestre e receita cresce quase 40%

Companhia de Elon Musk divulgou resultados referentes aos meses entre julho e setembro nesta quarta-feira. Empresa já triplicou de valor desde janeiro

A Tesla divulgou nesta quarta-feira os resultados financeiros do terceiro trimestre deste ano. Como previsto, a companhia conseguiu aumentar consideravelmente sua receita em relação ao ano passado e terminou o período com faturamento próximo de 8,8 bilhões de dólares. O lucro por ação ficou em 0,76 dólar por papel, acima da previsão de 0,55 dólar de analistas de Wall Street. Quer acompanhar as principais notícias do mercado com análises de qualidade? Assine a newsletter de EXAME Research.

O resultado coloca a montadora de Elon Musk alta de 39% no faturamento em relação ao mesmo trimestre de 2019, quando a empresa faturou 6,3 bilhões de dólares. O lucro bruto de pouco mais de 2 bilhões de dólares também é maior do que o registrado no ano passado, de 1,2 bilhão de dólares. Uma diferença de 73%. Assim, diferentemente de 2019, os resultados agradam o mercado.

A maior parte da receita, é claro, veio da venda de automóveis com uma fatia de 7,6 bilhões de dólares (42% mais alta do que a registrada em 2019). O lucro bruto deste montante foi de 2,1 bilhões de dólares, 72% maior do que o registrado no ano passado.

Em outros indicadores econômicos, a Tesla aumentou seu Ebitda ajustado em 67%, para 1,8 bilhão de dólares. A margem Ebitda ficou em 20,6%. Em 2019, este percentual era de 17,2%.

Os resultados do balanço trimestral estão dentro do que foi previsto em Wall Street. Em geral, o mercado estimava que a companhia fosse faturar entre 7,1 bilhões e 8,9 bilhões de dólares. A consultoria Estimize cravou que a receita da montadora americana ficaria em torno de 8,4 bilhões de dólares.

É preciso lembrar que já havia a expectativa de que a Tesla mostraria números positivos nesta quarta-feira. No começo do mês, a companhia informou que foram entregues 139.300 carros no período e que a empresa iniciou a produção de mais de 145.000 outros veículos durante os meses de julho e setembro, altas de 44,9% e 49,4% ante 2019. Para Musk, a meta é conseguir produzir 20 milhões de carros por ano.

As ações da Tesla quase dobraram de valor neste trimestre, acumulando um alta de mais de 90% no valor dos papéis. Acionistas que já eram comprados desse o começo do ano viram a companhia triplicar o valor de seus ativos. Nesta quarta-feira, a Tesla terminou o pregão com alta de 0,17%. A companhia está avaliada em quase 393 bilhões de dólares.

Nem mesmo uma queda histórica da bolsa de valores Nasdaq, no começo de setembro e que chegou a derrubar o valor das ações da Tesla em 18% impactou o trimestre da empresa.

Por falar em ações, é preciso lembrar que a Tesla realizou um split de suas ações no terceiro trimestre deste ano, dividindo cada ação em cinco. Essa é uma prática comum no mercado e a ideia é facilitar que investidores menores adquiram os ativos sem que precisem gastar milhares de dólares em cada papel.

Para obter esses números, a Tesla vem tentando provar que é imune à crise econômica do novo coronavírus. O crescimento da companhia motivou o surgimento de novos rivais no mercado, além de incomodar montadoras tradicionais. Nem mesmo problemas recentes, como um teto de um automóvel da Tesla que caiu no meio de uma estrada, atrapalharam a companhia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também