Robô da Tesla deve ser anunciado na sexta-feira, 30

Chamado de Optimus, o robô humanoide de Musk, até o momento, parece ser mais uma das promessas megalomaníacas do bilionário
 (YouTube Tesla/Reprodução)
(YouTube Tesla/Reprodução)
A
André Lopes

Publicado em 29/09/2022 às 07:08.

Última atualização em 29/09/2022 às 12:28.

Nesta sexta-feira, 30, Elon Musk deve revelar os avanços que a Tesla teve no robô Optimus – também chamado de Tesla Bot. O lançamento do protótipo será feito durante o evento o AI Day – que celebra o dia da inteligência artificial (IA) na empresa do bilionário.

A máquina voltada para uso doméstico foi prometida em agosto do ano passado com o ideal de livrar os humanos de "tarefas chatas e inseguras", com funcionamento quase como um mordomo para quem o possuir.

Na época em que foi anunciado, o robô de Musk foi recebido como uma piada, já que boa parte das empresas que se voltam exclusivamente à robótica não acreditam que indústria esteja no estágio de criar androides funcionais – quem dirá com capacidade de conviver com humanos.

Contudo, isso não significa, que o setor não está animado para ver o quanto a Tesla já avançou neste sentido.

De acordo com as especificações apresentadas no ano passado, o robô deve ter aparência humanoide e ser bípede, com 1,75m de altura e 65kg de peso. Tais dimensões darão à máquina a capacidade de carregar 18kg em uma velocidade de caminhada de 8km/h.

Musk diz que o robô usará as mesmas câmeras de piloto automático e software que a Tesla usa em seus carros, além disso, ele será capacitado para o trabalho manual e terá uma comunicação “amigável”.

Como de costume, Musk tem sido vago nos comentários que faz sobre o Tesla Bot. Não há prazos e nem informações de bastidores sobre a nova tecnologia. Assim, é dado com certo que o homem mais rico do mundo terá que lidar mais uma vez com as promessas e previsões que fez no calor do momento. 

Por exemplo, durante o anúncio do Tesla Bot, Musk disse que o robô poderá seguir instruções feitas em linguagem natural baseadas no dia a dia do proprietário.

"Ele vai atender algo como 'por favor, vá até a loja e me compre os seguintes mantimentos', esse tipo de coisa", disse ele, antes de acrescentar: "Então, sim, acho que podemos fazer isso". Observe, porém, que Musk nunca disse quando isso seria possível.

Em uma entrevista em abril, o bilionário chegou a dizer que a Tesla teria “protótipos em algum momento deste ano” e “pode ter algo útil no próximo ano” ou “muito provavelmente dentro de dois anos”.

Ele também disse que levaria “menos de 10 anos” para que os consumidores pudessem comprar seu próprio Tesla Bot para ajudar em casa e que o custo seria “menor que de um carro”.

Logo, espere para ver versões de teste e inacabadas até depois de 2030.