A página inicial está de cara nova Experimentar close button

EUA investigam violação de privacidade do Google

Órgão investiga se o Google violou outras regras envolvendo o consentimento dos consumidores

A Comissão de Comércio Federal dos EUA está analisando se o Google enganou os consumidores ao plantar os chamados cookies de Internet no navegador da Apple sem o consentimento dos usuários, informou a Bloomberg na sexta-feira citando fontes.

A agência está investigando se os cookies permitiram que a empresa direcionasse publicidade para usuários do navegador Safari e também se o Google violou outras regras envolvendo o consentimento dos consumidores.

Um representante do Google respondeu em e-mail à Reuters que a empresa criou um link de comunicação temporária do Safari com os servidores do Google que ajudou a determinar se os usuários do Safari também eram assinantes do Google e tinham optado por anúncios personalizados e outros conteúdos.

Entretanto, o navegador continha uma funcionalidade que, em seguida, habilitava outros cookies de publicidade do Google para serem instalados no browser, disse o e-mail.

"Vamos, com certeza, colaborar com qualquer autoridade que tenha dúvidas", afirmou o e-mail, acrescentando que a empresa está removendo esses cookies de publicidade do Safari.

A Bloomberg também informou que a Comissão de Comércio Federal está investigando se o Google violou um decreto de consentimento com a comissão assinado no ano passado.

A comissão não respondeu imediatamente a um pedido de comentário na sexta-feira.

Na quinta-feira foi noticiado que a comissão pediu à Apple para obter mais informações sobre como ela incorpora a função de busca do Google em seus produtos. O gigante de busca na Internet foi acusado de usar sua influência no mercado de buscas para excluir rivais, como a busca de viagens, colocando-os para baixo nos resultados de pesquisas.

Em janeiro, reguladores expandiram a investigação para incluir o Google+, a nova ferramenta de rede social da empresa, que foi lançada em junho do ano passado e oferece muitos dos recursos disponíveis no Twitter e no Facebook.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também