Odebrecht repudia hackers e diz que tomará medidas cabíveis

A empresa informou que o endereço foi retirado imediatamente do ar, quando detectada a invasão, "para realizar os devidos ajustes"

São Paulo - A construtora Odebrecht confirmou, por meio de nota enviada à imprensa, a invasão de seu site na madrugada desta quinta-feira, 10, por hackers. 

A empresa informou que o endereço foi retirado imediatamente do ar, quando detectada a invasão, "para realizar os devidos ajustes", e que os demais sites institucionais da Organização Odebrecht, e seus sistemas corporativos "estão funcionando normalmente de forma segura".

A Odebrecht repudiou ainda "ações violentas e criminosas como essa e tomará as medidas cabíveis".

Os hackers substituíram o site por uma mensagem em que diziam que "nada foi roubado ou deletado", e ainda pedem que representantes da Odebrecht "parem de roubar". O texto aparecia abaixo de uma imagem que traz a insígnia da Polícia Federal e referências à Operação Lava Jato.

O ataque é reivindicado na mensagem pelo grupo hacker ProtoWave, que inclusive deixou disponíveis suas páginas em redes sociais. O mesmo grupo já fez ataques a páginas de outras personalidades e instituições famosas.

Em junho, eles invadiram duas vezes o site do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), substituindo a página por imagens de Jesus Cristo com o rosto negro e cores do arco-íris ao fundo.

Em sua página do Facebook eles também reivindicam invasões à página oficial da Igreja Universal do Reino de Deus, e de artistas como o cantor Latino, a apresentadora Xuxa, e a banda Sepultura.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.