Microsoft compra empresa de inteligência artificial Nuance por US$19,7 bi

Com o pagamento de 56 dólares por cada ação da Nuance, a Microsoft realiza a segunda maior aquisição de sua história, atrás apenas da compra do LinkedIn, em 2016
Microsoft: empresa de Redmond realizou a sua segunda maior aquisição (Mike Blake/Reuters)
Microsoft: empresa de Redmond realizou a sua segunda maior aquisição (Mike Blake/Reuters)
R
Rodrigo Loureiro

Publicado em 12/04/2021 às 10:39.

Última atualização em 12/04/2021 às 11:14.

A Microsoft anunciou nesta segunda-feira, 12, a aquisição de mais uma companhia. O negócio desta vez envolve o pagamento de 19,7 bilhões de dólares pela compra da Nuance Communications, empresa americana que desenvolve tecnologias para facilitar o uso de comandos de voz e a transcrição de áudios.

A aquisição da Nuance deve auxiliar a Microsoft a aumentar sua presença em mercados estratégicos. O alvo da vez são empresas que prestam serviços de saúde. Fundada em 1992, a empresa adquirida conta com softwares já utilizados por empresas do segmento, como o Dragon Ambient eXperience, Dragon Medical One e PowerScribe One.

Estes produtos são utilizados por conglomerados de hospitais como AthenaHealth, Johns Hopkins, Mass General Brigham e Cleveland Clinic. Ao todo são mais de 10.000 clientes na área de saúde, 6.000 funcionários e operações em 27 países.

Nos números financeiros reportados no último balanço trimestral, referente ao quarto trimestre do ano passado, a companhia informou receita de 352,9 milhões de dólares, quase 9% menor do que a registrada no mesmo período de 2019. 

“A aquisição de hoje representa o mais recente passo da Microsoft em sua estratégia de nuvem para indústrias específicas”, informou a empresa em nota. Para auxiliar neste processo, o executivo Mark Benjamin, que liderava a Nuance, permanecerá na operação, mas tendo que se reportar a Scott Guthrie, executivo responsável pelo grupo de nuvem e IA.

A Nuance é uma empresa de capital aberto desde 2000, quando realizou seu IPO na Nasdaq. Por este motivo, a Microsoft informou que realizou o pagamento de 56 dólares por cada ação da empresa, 23% a mais do que o valor de cada papel no fechamento da última sexta-feira, 9.

Com isso, a compra da Nuance passa a ser a segunda mais cara já realizada pela Microsoft em toda a história. O valor é inferior apenas aos 26,2 bilhões de dólares gastos na aquisição do LinkedIn, em 2016.

O mercado se empolgou. As ações da Nuance já sobem mais de 17% no pregão desta segunda. Já os papéis da Microsoft negociados na Nasdaq permanecem estáveis, com queda de 0,33% no momento da publicação desta reportagem.

Mais negócios?

As aquisições da Microsoft não devem parar pela compra da Nuance. Fontes internas ouvidas pela Bloomberg apontam que a gigante de Redmond está de olho na aquisição do Discord, plataforma de conversas em áudio muito utilizada pela comunidade gamer.

Apesar da companhia estar avaliada em 7 bilhões de dólares, de acordo com projeções do mercado baseadas no último aporte recebido pela startup – 100 milhões de dólares do Greenoaks Capital em dezembro de 2020 –, uma possível compra custaria algo em torno de 10 bilhões de dólares.

Veja Também

Laboratório do Real Digital vai ser iniciado em setembro, diz BC
Future of Money
Há 4 horas • 2 min de leitura

Laboratório do Real Digital vai ser iniciado em setembro, diz BC

FSB se une à JotaCom e prevê faturar R$ 400 milhões
Um conteúdo Bússola
Há 5 horas • 5 min de leitura

FSB se une à JotaCom e prevê faturar R$ 400 milhões

FSB se une à JotaCOM e prevê faturar R$ 400 milhões
Negócios
Há 9 horas • 4 min de leitura

FSB se une à JotaCOM e prevê faturar R$ 400 milhões

Dona do TikTok compra rede de hospitais por US$ 1,5 bilhão
Tecnologia
Há 10 horas • 2 min de leitura

Dona do TikTok compra rede de hospitais por US$ 1,5 bilhão