Mercado de computadores cresce 4% no terceiro trimestre, diz IDC

Os PCs e notebooks dispararam nas vendas por causa da pandemia há um ano, mas ainda há desequilibro entre oferta e demanda, segundo analistas. Lenovo, HP e Dell lideram o mercado mundial
Notebook: aparelhos dispararam nas vendas desde o início da pandemia de covid-19 (Frederic J. Brown/AFP)
Notebook: aparelhos dispararam nas vendas desde o início da pandemia de covid-19 (Frederic J. Brown/AFP)
L
Lucas Agrela

Publicado em 13/10/2021 às 09:28.

Última atualização em 13/10/2021 às 11:15.

O mercado global de computadores pessoais cresceu 3,9% no terceiro trimestre de 2021, segundo a consultoria americana IDC. Foram vendidas 86,7 milhões de unidades de PCs, apesar da crise mundial de semicondutores. “A indústria de PC continua a ser prejudicada por desafios de fornecimento e logística e, infelizmente, esses problemas não tiveram muita melhora nos últimos meses”, diz, em nota, Jitesh Ubrani, gerente de pesquisa da IDC.

A chinesa Lenovo foi a fabricante que ficou no topo do ranking de vendas, com 19,77 milhões de unidades vendidas, um crescimento de 3,1%, abaixo do ritmo do mercado. Cerca de 23% do segmento de PCs é dominado pelas vendas da empresa.

As americanas HP e Dell aparecem em segunda e terceira colocação, respectivamente. Enquanto a HP teve queda de 5,8% na comparação anual, a Dell teve um forte crescimento de 26,6% nas vendas no período entre julho e setembro. A Apple ficou em quarto lugar no ranking global de vendas de PCs, enquanto Acer e Asus ficaram em quinto lugar.

Na visão da consultoria, o mercado vive agora uma fase de acomodação após a corrida às compras no ano passado, em razão das medidas sanitárias para conter a propagação da covid-19.

“Depois de um ano de compras em ritmo acelerado, impulsionadas pela mudança para trabalho e aprendizagem remotos, também houve uma desaceleração comparativa nos gastos com PCs, o que causou certa desaceleração no mercado de PCs dos Estados Unidos hoje. No entanto, a oferta permanece claramente atrás da demanda em segmentos-chave com estoque ainda abaixo dos níveis normais”, segundo Neha Mahajan, analista sênior de pesquisa da IDC.

Com base nos dados da IDC e em estimativas, a área de inteligência de mercado da brasileira Tecnologia Positivo projeta um crescimento no mercado mundial de computadores para 2021. Novamente, o nicho deve ter crescimento de dois dígitos, chegando a 12,5% e a um total de 340 milhões de unidades vendidas no mundo, considerando o mercado total.

Podcast EXAME Tech