Mais caro do que um celular, Apple lança cabo Thunderbolt 3 Pro no Brasil

Novo cabo para carregar o iPhone não é mais rápido do que a versão tradicional, mas é quase cinco vezes mais caro

A Apple iniciou a venda do Thunderbolt 3 Pro, novo cabo desenvolvido pela empresa para recarregar a bateria e transferir arquivos do iPhone. O acessório tem um preço salgado no mercado brasileiro e custa 1.299 reais. Com o valor, é possível comprar até mesmo um novo celular de marcas rivais da empresa da maçã.

O novo acessório é uma variação do já conhecido cabo Thunderbolt 3, que é comercializado na loja brasileira da Apple por 269 reais. A diferença é o modelo tem 2 metros de extensão, contra 0,8 metro de sua versão tradicional. A Apple ainda informa que as mudanças no design permitem que o acessório não enrosque.

Nos detalhes mais técnicos, o Thunderbolt 3 Pro não é mais rápido do que sua versão mais simples (e barata). A transferência de dado ocorre a até 40 Gb/s e a até 10 Gb/s por USB 3.1 de segunda geração. A saída de vídeo continua sendo DisplayPort (HBR3). A recarga tem até 100W de potência e pode encadear até seis dispositivos.

Caro, o Thunderbolt 3 Pro não tem preço elevado somente no Brasil por conta da variação cambial que encarece produtos eletrônicos no país. Nos Estados Unidos, a versão mais parruda do cabo utilizado para carregar os novos iPhones é comercializado por 129 dólares. Para efeito de comparação, o iPhone 11 custa a partir de 699 dólares. No Brasil, é vendido por 4.999 reais.

Percentualmente isso significa dizer que o Thunderbolt 3 Pro custa quase 26% do preço cobrado pelo iPhone 11 pela Apple no Brasil. Enquanto isso, nos Estados Unidos, o custo do novo acessório é de menos de 18,5% em relação ao valor do iPhone 11.

O preço cobrado pelo acessório é superior ao valor que outras fabricantes cobram pelos próprios celulares. Aparelhos com configurações de entrada e até mesmo alguns celulares com especificações técnicas mais intermediárias, como as linhas A, Moto e Zenfone, de Samsung, Motorola e Asus, respectivamente, podem ser encontrados abaixo de 1.300 reais.

iPhone 12 sem carregador

A Apple quer reduzir os custos da fabricação do iPhone 12. O novo iPhone pode chegar ao mercado sem os carregadores e sem tradicionais fones de ouvido EarPods – em uma tentativa de impulsionar a venda dos fones sem fio AirPods. Seria preciso adquirir os produtos separadamente.

Por ora, tudo ainda não passa de um rumor. O problema é que a possibilidade foi ventilada por Ming-chi Kuo, conhecido analista de produtos da Apple e famoso por antecipar novidades da marca. Segundo Kuo, a fabricante continuaria fornecendo o cabo Lightning, mas não entregaria mais o carregador com porta USB para ser utilizado na tomada elétrica. Na versão de 5W, ele custa R$ 149.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.