Depois de fones, novo iPhone pode ser vendido sem carregador

Para economizar custos, Apple pode remover o dois acessórios do aparelho e realizar a venda separada dos produtos

A caixa do novo iPhone vai estar bem mais leve neste ano. De acordo com o analista de tecnologia Ming-chi Kuo, conhecido por antecipar novidades de produtos da maçã, a Apple pretende comercializar os novos iPhones sem fones de ouvido ou carregadores. Ou seja, quem comprar o aparelho terá que adquirir os acessórios separadamente.

No relatório de Kuo, reportado pelos sites AppleInsiderMacRumors9to5Mac, o especialista aponta que o modelo que perderá o carregador como acessório padrão será o iPhone SE. Já os fones de ouvido EarPods não serão mais ofertados em todos os novos celulares da Apple. Desta forma, a empresa passa a impulsionar ainda mais a venda dos AirPods, seus fones de ouvido sem fio. O conjunto custa a partir de R$ 1.349 no Brasil.

Segundo Kuo, a fabricante continuaria fornecendo o cabo Lightning, mas não entregaria mais o carregador com porta USB para ser utilizado na tomada elétrica. Na versão de 5W, ele custa R$ 149.

Kuo explica que a estratégia da Apple é diminuir os custos crescentes da produção do iPhone. Os gastos aumentaram por conta dos componentes necessários permitir conexões em redes 5G. Para isso, além de não fornecer itens “gratuitamente”, a companhia desenvolveu embalagens menos e mais leves para os celulares, o que diminui os custos de logística.

Por ora, tudo ainda não passa de rumor. Porém, o assunto está sendo ventilado com cada vez mais frequência entre os principais especialistas em produtos da Apple. Algumas semanas atrás, Dan Ives, da consultoria americana Wedbush Securities, também havia afirmado que os novos iPhones não seriam vendidos junto com os fones de ouvido EarPods.

Já sobre os novos iPhones em si, não há muito o que ser dito. O mercado aponta que o celular que será lançado nos próximos meses será comercializado em quatro modelos diferentes – sendo um deles na versão SE. Todos terão acesso às redes de internet móvel de quinta geração, contarão com telas de material OLED e usarão os novos processadores A14, que teve seu visual totalmente reformulado.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.