Live icon 

ELEIÇÕES 2022:  

Lula e Bolsonaro vão disputar o segundo turno Veja agora.

Lucro da LG cai 18%; lançamento de smartphone é aposta para 3° trim.

Empresa diz que resultados "foram significativamente afetados pela pandemia", mas "conseguiu gerenciar sua cadeia de suprimentos para enfrentar a crise"
 (LG/Divulgação)
(LG/Divulgação)
J
Janaína Ribeiro

Publicado em 31/07/2020 às 18:30.

Última atualização em 31/07/2020 às 19:29.

O balanço com os resultados do segundo trimestre de 2020 da LG não foi nada positivo para a companhia. A receita registrada pela empresa foi de 10,51 bilhões de dólares, 17,9% inferior se comparado com o mesmo período em 2019. Já o lucro operacional de 405,65 milhões de dólares caiu 24,1% em relação ao resultado recorde do segundo trimestre do ano passado.

As vendas de dispositivos móveis subiram para 1,31 trilhão de wons (equivalente a 5,7 bilhões de reais), um aumento de 31,1% em comparação com o trimestre anterior. O prejuízo caiu, tanto na base trimestral quanto anual. Segundo a empresa, o lançamento global do LG Velvet no terceiro trimestre, juntamente com o lançamento de modelos com preços mais baixos, deve dar impulso as vendas de smartphones da LG. 

Todas as cinco principais divisões da LG relataram queda anual. A Mobile Communications Company registrou vendas de cerca 1,07 bilhão de dólares. 18% menor que o mesmo período do ano passado.

O setor de eletrodomésticos e de aparelhos de ar-condicionado teve queda de 12,5% no lucro operacional devido à queda na demanda na pandemia. Já no segmento de entretenimento doméstico, o segundo trimestre foi afetado pelas medidas de lockdown, entre as quais, o fechamento de lojas no varejo. As vendas totalizaram o equivalente a 1,85 bilhão de dólares, uma queda de 24,4% em relação ao segundo trimestre de 2019, com resultado operacional de 92,37 milhões de dólares — queda de 25,9%. Segundo a companhia, além de continuar reduzindo os custos dos materiais, a LG HE Company "está controlando agressivamente seus investimentos de marketing, elevando a proporção de TVs premium, expandindo as vendas online e aumentando ainda mais suas eficiências operacionais para manter a lucratividade no nível do ano passado."