iPhone agora permitirá escolher o navegador e o app de e-mail padrão

Mudança vale para o novo sistema iOS 14, que será lançado este ano; com a novidade, Google marca um gol de placa

A história de ter que usar o navegador Safari e o aplicativo do e-mail da Apple como padrão está com os dias contados. Uma das grandes revelações do primeiro dia da conferência WWDC 2020 é que o novo sistema operacional do iPhone permitirá que os usuários escolham os apps principais em seus smartphones — até mesmo se quiserem que o Google Chrome seja o navegador principal.

É uma concessão para os concorrentes e desenvolvedores que alegavam que a Apple monopolizava a escolha dos clientes dentro de seus produtos e priorizava os próprios aplicativos.

A mudança chegará no outono no Hemisfério Norte, entre os meses de setembro e dezembro e, ao contrário das novidades como a nova organização de apps na tela inicial, a novidade não foi anunciada no WWDC, conferência anual da Apple para desenvolvedores. Ela foi publicada discretamente após a transmissão ao vivo.

Os aplicativos padrão são aqueles que o usuário escolhe para abrir determinadas páginas e funções. Por exemplo, atualmente, quando uma pessoa que tem iPhone abre uma reportagem (como a que você está lendo agora), o smartphone a direciona automaticamente para o Safari, navegador padrão da Apple. Com a mudança, os links poderão ser abertos no Firefox, no Chrome ou em qualquer app de escolha individual. O mesmo vale para o e-mail. Esqueça o logo azul do app Mail da Apple. Se você for enviar um e-mail, poderá fazê-lo pelo Gmail e pelo Outlook. Por enquanto, essas são as permissões concedidas.

Apesar disso, uma limitação segue firme e forte: os navegadores usados no iOS ainda precisarão ser desenvolvidos com base na determinação da Apple sobre como uma página é carregada no dispositivo.

Uma boa notícia para o Google — que possui o navegador mais popular do mundo, usado por 62% das pessoas com acesso à internet, segundo a startup indiana DataLEADS.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.