Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Apple aposta em novo design parecido com o Android para o iOS 14

Novo sistema do iPhone agora terá uma nova maneira de organizar os aplicativos na tela inicial e também uma nova aparência da Siri

O primeiro dia da conferência WWDC 2020 teve como um de seus grandes anúncios o novo sistema operacional para celulares da Apple. Realizada pela primeira vez de forma virtual, a WWDC é a conferência anual da Apple com foco em informar, para desenvolvedores, as novas atualizações de seus sistemas operacionais.

O iOS 14 foi divulgado nesta segunda-feira, 22, e tem como grande destaque uma nova forma de organizar os aplicativos na tela inicial. Com a função Library, os usuários conseguem ter seus aplicativos organizados de forma mais coesa — e o sistema faz isso de forma automática. E a App Library é apenas uma das melhorias que a Apple anunciou para a futura atualização.

Com isso, o usuário tem a possibilidade de ter, em uma página só, todos os aplicativos que foram instalados em seu aparelho. O sistema também sugere recomendações de organização, divide os aplicativos em categorias e também permite ocultar páginas — o que facilita na procura de apps e melhora a acessibilidade. Veja, abaixo, uma representação da App Library:

App Library

 (Apple/Reprodução)

Outra novidade são os widgets, aplicativos que podem ficar "flutuantes" na página inicial. O usuário pode acessar informações sobre temperatura, clima, notícias e o que mais desejar, entre os serviços considerados essenciais, diretamente da página inicial — sem que seja necessário acessar um aplicativo. Chamada de Widget Gallery, essa interface é personalizável pelo usuário.

Os ícones dos aplicativos também poderão ser personalizados em tamanhos diferentes, ocupando, por exemplo, uma faixa horizontal, ou o espaço em que antes "cabiam" quatro ícones. Com isso, eles poderão trazer informações "de dentro" para a tela. No caso do calendário, os compromissos do usuário poderão aparecer dentro do próprio ícone, na tela inicial.

E, assim como já existe em smartphones com o sistema Android, usuários Apple agora poderão assistir a vídeos enquanto navegam em outros aplicativos. Com o modo picture in picture, ou PiP, é possível deixar o vídeo de aplicativos como YouTube e Twitch em algum local da tela enquanto mexem em redes sociais. O vídeo fica em um tamanho reduzido e pode ser deslocado para onde o usuário preferir.

Outros aplicativos que receberão uma nova aparência com o iOS 14 serão a Siri e o Mensagens. No caso da assistente de voz, ela poderá ser exibida tanto na parte de cima como na parte inferior da tela, além de receber uma atualização que a torna mais inteligente e ágil. Ela poderá, também, enviar mensagens de voz para os contatos e escrever textos recebidos por fala.

Siri

 (Apple/Reprodução)

Já o Mensagens permitirá que o usuário fixe conversas importantes no topo do aplicativo — algo similar ao que o WhatsApp já realiza. Além disso, assim como no WhatsApp, o usuário pode ter a opção de apenas receber mensagens de um grupo quando seu contato for mencionado por algum dos participantes. Dentro do aplicativo, os Memojis também estarão de cara nova: o usuário poderá, entre outras funções, adicionar uma máscara facial para o seu avatar.

Memoji

 (Apple/Reprodução)

O app Mapas também receberá novas funções — como um guia que sugere locais para turistas —, assim como o GPS da Apple, que incluirá informações sobre como diminuir as emissões de carbono.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também