Araçatuba terá Parque Tecnológico

As pesquisas terão foco em genética animal, energias renováveis, agroindústria alimentícia e produção sucroalcooleira

São Paulo – A Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo e a prefeitura de Araçatuba (SP) assinaram nesta quarta-feira (27/10) o credenciamento provisório da cidade no Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec).
 
O município tem projetos para um complexo a ser construído em duas áreas do Distrito Industrial Maria Isabel Almeida Prado, perto da rodovia Elyeser Montenegro Magalhães (SP 463). Os dois terrenos somam cerca de 230 mil m².
 
O parque será voltado às áreas de pesquisa e desenvolvimento em genética animal, energias renováveis, agroindústria alimentícia e produção sucroalcooleira, com foco em biocombustíveis e bioenergia, áreas relacionadas à vocação econômica da região.
 
O objetivo do credenciamento provisório é estruturar o Parque Tecnológico e atrair empresas inovadoras interessadas em investir no local.
 
Empresas instaladas em parques tecnológicos do SPTec poderão participar do programa estadual de incentivos fiscais, o Pró-Parques.
 
O Estado de São Paulo conta com 30 iniciativas para implantação de parques tecnológicos e, com a adesão de Araçatuba, já são 18 com credenciamento provisório no SPTec: Barretos, Botucatu, Campinas (duas iniciativas: Polo de Pesquisa e Inovação da Unicamp e CPqD), Ilha Solteira, Mackenzie-Tamboré, Piracicaba, Ribeirão Preto, Santo André, Santos, São Carlos (duas iniciativas: ParqTec e EcoTecnológico), São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo (duas iniciativas: Jaguaré e Zona Leste) e Sorocaba.
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.