Apple prevê uso de hidrogênio para abastecer computadores

Além de tornar os equipamentos mais limpos, pela eficiência energética proporcionada pela tecnologia, os computadores também seriam mais finos e mais leves

São Paulo - A Apple está em busca de opções energéticas mais eficientes para seus computadores. Uma das preferências e alvo dos estudos da empresa norte-americana é a troca das baterias comuns dos laptops por modelos movidos a hidrogênio.

A companhia já detém as patentes “sistema de célula de combustível para alimentar um dispositivo de computação portátil” e “sistema de célula combustível acoplado a um dispositivo de computação portátil”, registradas nos Estados Unidos. Segundo a Apple, além de tornar os equipamentos mais limpos, pela eficiência energética proporcionada pela tecnologia, os computadores também seriam mais finos e mais leves.

Um dos motivos que levou a gigante da informática a buscar tecnologias alternativas para a energia é a constante dependência dos EUA por combustíveis fósseis que, em grande parte, são provenientes de países do oriente médio. Outro problema é a exposição do litoral estadunidense, causada pela exploração de petróleo.

Diante deste desafio a Apple tem estudado a utilização de células de combustível para alimentar dispositivos eletrônicos portáteis por dias ou até semanas. Mesmo assim, a empresa deixa claro que é um desafio conseguir criar e implantar estes sistemas.

A solução apresentada pela companhia é um sistema de célula de combustível que pode fornecer e também receber energia de uma bateria recarregável, acoplada ao MacBook.

“Isso elimina a necessidade de uma bateria volumosa e pesada no sistema de célula de combustível, que pode reduzir significativamente o tamanho, pelo e custo do sistema”, informa a apresentação da Apple.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.